Produção agrícola de Cariacica é destinada a famílias de baixa renda

Cerca de nove toneladas de alimentos produzidos por 28 agricultores de Cariacica foram comprados pela Prefeitura, por meio do Projeto Compra Direta de Alimentos (CDA), e distribuídos para 310 famílias acompanhadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

A entrega aconteceu nesta quinta-feira (30). As “cestas verdes” também beneficiarão 12 entidades que atuam no município. As cestas contêm frutas, verduras, legumes, hortaliças, pães e biscoitos caseiros.

Para evitar aglomerações, as famílias foram contatadas previamente e informadas sobre o horário de retirada das cestas. Elas também foram informadas sobre a necessidade do uso de máscaras e de ir somente um representante da casa.

Uma das beneficiadas foi a autônoma Maria Angélica Moreira Soares, 39. Ela conta que no momento, a única renda da casa vem do Programa Bolsa Família, já que o marido está desempregado.

“Somos acompanhados pelo Cras de Alto Mucuri há cerca de quatro anos. Foi uma bênção receber essa cesta, pois frutas, verduras e legumes ajudam a fortalecer a imunidade, principalmente, das crianças”, diz.

Em um momento de tantas incertezas econômicas, o Projeto CDA representa um socorro tanto para as famílias que recebem as cestas quanto para os produtores que escoam suas produções “em casa”.

É o caso do Eliander Sabino, que mora na localidade de Boqueirão, na zona rural da cidade e, pela segunda vez, vendeu a produção de pães e biscoitos caseiros para a prefeitura.

“Há 8 anos participo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e esse ano comecei a vender pelo CDA também. Isso é muito importante para mim, pois ajuda na renda familiar e com o dinheiro posso investir na compra de novos materiais, para produzir ainda mais”, comemora.

A secretária de Assistência Social, Solismara Delarmelina, destaca que a entrega das cestas verde é mais um esforço da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) para ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade a atravessar este momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “Muitas tiveram a perda de suas rendas e isso afeta diretamente a alimentação”, afirma.

O Projeto Compra Direta de Alimentos (CDA) é desenvolvido pela Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), que lança editais e os municípios interessados em receber o recurso se habilitam para participar. O critério para que o município seja contemplado é realizar a compra de agricultores locais que estejam inseridos no CadÚnico.

Da mesma forma, as famílias contempladas devem estar inseridas neste mesmo cadastro, que tem como finalidade coletar dados e informações que objetiva identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país para incluí-las em programa de assistência social e redistribuição de renda. As entregas são feitas pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) sempre em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap). 

Fonte: Tatiana Moura/PMC

Últimas notícias

Controle de plantas aquáticas será feito com tecnologia de última geração pela Itaipu

Fotos: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional A Itaipu Binacional vai modernizar o monitoramento do reservatório ...

Apreendidos 19 pássaros da fauna silvestre brasileira em Itapemirim

Foto: PMA Uma equipe de policiais da 4ª Companhia de Batalhão de Polícia ...

Apreendida carne ilegal que estava sendo vendida em Santa Maria de Jetibá

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (PPMA), em ação conjunta com a equipe ...

Conheça uma produção de café sustentável e tecnológica

A produção de café conilon do cafeicultor Gerson Camiletti, em Sooretama, foi aperfeiçoada ...

Agro brasileiro mostra-se inovador, tecnológico, produtivo e sustentável em Congresso de Marketing do Agro ABMRA

“Essa edição do Congresso ABMRA reuniu diversos elos da cadeia e conseguiu trazer ...