Programa de treinamento para mulheres em café é lançado no Espírito Santo

Começou, na última terça-feira (19), o primeiro curso do Programa de Treinamento em Classificação de cafés. Os objetivos são contribuir para a inserção feminina qualificada no setor e para o aprimoramento de métodos e técnicas, visando à melhoria da qualidade do café produzido no Estado e consequente aumento do valor agregado e da renda dessas famílias rurais.  

O curso está sendo realizado na Fazenda Experimental do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). O programa de capacitação é uma das ações do projeto Elas no Campo e na Pesca, coordenado pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), e foi estruturado a partir de demandas das cafeicultoras do Estado.

Continua após o anúncio

A capacitação está sendo realizada por meio de parcerias entre a Seag, o Centro de Cafés Especiais do Espírito Santo (CECAFES), o Incaper, a  Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (FAES), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar-ES), Sindicato Rural e prefeituras , por meio das Secretarias municipais de Agricultura.

“A presença das mulheres rurais na produção agrícola familiar é forte. Elas desempenham inúmeras funções essenciais para a atividade. Sempre deixam sua marca, como a atenção aos detalhes, e capacitá-las é fundamental para que possamos continuar dando visibilidade às ações delas para o desenvolvimento da cafeicultura capixaba”, ressaltou o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto. 

“É notório perceber que a presença feminina tem ganhado cada vez mais espaço no meio rural e o Senar-ES está sempre presente para levar a essas mulheres ações de capacitação profissional, promoção social e saúde. O treinamento faz parte de um projeto de muitos que virão para tornar essas mulheres profissionais e pessoas cada vez mais capacitadas, contando com as importantes parcerias”, disse a superintendente do Senar-ES, Letícia Simões.

“O município já desponta como referência no comércio e produção de Cafés Especiais, e a participação das mulheres têm ganhado destaque a cada dia. A Seag e o Incaper estão trabalhando para o fortalecimento da cadeia, incentivando a participação feminina em todas as etapas do processo de produção de Cafés Especiais”, afirmou o técnico do Incaper de Venda Nova do Imigrante, Tiago Monteiro.

Segundo a coordenadora do projeto Patrícia Ferraz, nessa primeira edição do programa de treinamento serão atendidos 15 municípios das regiões serrana, Caparaó e sul, sendo ofertadas cinco modalidades de cursos, com a meta de atendimento de 250 mulheres até dezembro de 2022.

“O Espírito Santo se consolidou como uma das principais origens de cafés especiais no País e no mundo. Somos destaque na produção de cafés finos, tanto no arábica quanto no conilon, e as mulheres têm um papel fundamental no que diz respeito à qualidade dos nossos cafés. Elas atuam em todos os processos, mas percebemos que onde há café especial existe uma mulher envolvida nos cuidados, no processamento, na secagem e nas torrefações. As mulheres desde sempre ocupam um papel importantíssimo na produção de cafés especiais. Portanto, é muito importante que se capacitem e passem a ocupar cada vez mais o seu espaço e o espaço que desejarem dentro da cadeia produtiva do café.”, destacou.

“Os cursos e treinamento têm importante papel para fortalecer ainda mais o protagonismo feminino, pois, além de agregar conhecimento, promove a interação entre as mesmas e com instituições e profissionais do meio, dando maior visibilidade e valorizando esse trabalho tão importante e que é realizado por elas, em prol da cafeicultura capixaba”, ressaltou o gestor técnico CECAFES/Incaper, Douglas Gonzaga de Sousa.

Fonte: Seag-ES

Últimas notícias

Avião caracterizado de abelha decola em homenagem aos maiores polinizadores do planeta

Piloto de aviões agrícolas há mais de 40 anos, José Paulo Garcia fez ...

Cobra aparece em pátio de prefeitura e é capturada pela Polícia Ambiental

Policiais do Batalhão de Policia Ambiental (BPMA), em Afonso Cláudio, foram acionados para ...

Até quando vai o frio?

De acordo com a Climatempo, a posição da massa de ar polar ainda ...

Exportações do agronegócio em abril alcançam recorde para o mês

As exportações do agronegócio brasileiro em abril totalizaram US$ 14,86 bilhões, valor recorde ...

Crimes ambientais são flagrados e embargados em Marechal Floriano

Uma nova fase da “Operação Curupira”, que visa coibir crimes ambientais no Espírito ...