Projeto AlimentarES lança vídeo com vencedora da ação ‘Receita da Minha Terra’

Dona da receita vencedora: a agricultora Marly de Oliveira Pereira, de Anchieta, lhes apresenta a Moqueca de Caranguejo e Muma, no canal do Incaper, no Youtube

Recentemente o Programa AlimentarES, realizado pelo Governo do Estado e coordenado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), lançou a campanha “Receita da Minha Terra”. O objetivo foi despertar no público a prática de hábitos alimentares saudáveis, por meio de pratos tradicionais da agricultura familiar, de diferentes regiões do Espírito Santo.

Para isso, no mês de agosto, foram divulgadas, por meio do instagram oficial do Incaper, oito receitas, sendo elas: brote, bolo de milho, hambúrguer de casca de banana, molho de tomate orgânico, moqueca de caranguejo e muma, bolinho de flor de abóbora, mingau de fubá com couve e bolo de aipim. Todas essas receitas são advindas de agricultores familiares dos municípios de Colatina, Itapemirim, Alegre, Nova Venécia, Anchieta, Castelo, Guaçuí e Conceição do Castelo.

Só no ano passado, o Projeto AlimentarES disponibilizou 5.500 cestas verdes, ou in natura, com alimentos saudáveis e produzidos por agricultores familiares capixabas, para famílias contempladas no Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional, por meio das cestas já ofertadas.

Por este motivo, as receitas contempladas apresentaram ingredientes naturais das cestas verdes distribuídas e fizeram referência aos ingredientes produzidos pelos agricultores, bem como às localidades dos pratos. A seleção de cada uma delas foi feita por economistas domésticos do Incaper, tendo como critério a utilização de alimentos naturais no preparo do prato.

Por meio da votação do público na rede social, a receita vencedora foi a Moqueca de Caranguejo e Muma, apresentada pela agricultora Marly de Oliveira Pereira, da Comunidade Tupiniquim de Chapada do A, no município de Anchieta.

O entusiasmo e a mobilização da comunidade ficaram evidentes durante o processo de votação. “Foi muito gostoso participar e divulgar um pouco mais nossa comunidade. Muitas pessoas do nosso grupo mesmo não sabiam como fazer a moqueca e a muma. O objetivo é preservar nossa cultura. A comunidade se sente feliz porque ainda existe muito preconceito por sermos descendentes de indígenas”, disse Shimerly de Oliveira Pereira, moradora da comunidade.

“Receita da Minha Terra” no Youtube

Como premiação, foi produzido um vídeo, disponível no canal do Incaper no YouTube, sobre o preparo da receita e a tradição cultural do prato para a comunidade Tupiniquim. Acesso: https://www.youtube.com/watch?v=T5ZPcEo553M

O lançamento do vídeo também é uma homenagem ao Dia Mundial da Alimentação, comemorado no mês de outubro. O data em questão, foi criada em 1945, pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e este ano enfatizou o tema “As nossas ações são o nosso futuro. Melhor produção, melhor nutrição, melhor ambiente e melhor qualidade de vida”.

“Acreditamos que essa ação demonstrou estar em consonância com o tema do Dia Mundial da Alimentação, ao incentivar hábitos alimentares regionais e o consumo de alimentos naturais mais saudáveis, produzidos principalmente pela agricultura familiar. A ação também promoveu o resgate do modo de fazer tradicional, identificando os saberes, os valores culturais e a memória afetiva que cada receita representa para as agricultoras, suas famílias e comunidades”, destacou a extensionista do Incaper e organizadora da ação, Aline Chaves.

“Convidamos o público a conferir as receitas, disponíveis no Instagram do Incaper e, principalmente, a fazê-las em casa. São pratos que, além de saudáveis, são deliciosos e destacam alimentos naturais presentes em todo Estado. Essa ação também ressaltou a tradição de nossos agricultores, sendo uma forma de valorizar o alimento produzido na nossa terra”, salientou a economista doméstico do Incaper, Ana Penteado

O projeto AlimentarES tem atuação em rede multidisciplinar e intersetorial, envolvendo as esferas da Educação Alimentar e Nutricional (EAN), compostas por produção, distribuição e consumo de alimentos

O projeto envolve também a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Direitos Humanos (SEDH); da Saúde (Sesa); da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag); de Economia e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social do Espírito Santo (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); do Corpo de Bombeiros Militar (CBMES); da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes); além da parceria com a Universidade Salesiano (Unisales) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Fonte: Incaper

Últimas receitas

Salada mediterrânea de feijão preto

INGREDIENTES 3 xícaras de hortaliças folhosas diversas a gosto (alface, rúcula, agrião, chicória)1/4 ...

Costela suína com geleia abacaxi

INGREDIENTES: 2 colheres rasas de sopa de sal;5 cravos da índia;3un de pimenta ...

Sorvete de banana

INGREDIENTES: 3 bananas nanicas bem maduras congeladas;10 colheres (sopa) cheias de leite em ...

Cappuccino de café, chocolate e laranja

INGREDIENTES: 150 Ml de leite integral;4  pedaços de chocolate ao leite ou 1 ...

Torta Capixaba

O prato tem fortes influências portuguesa e indígena e é tradicionalmente consumida na ...