Quarto período da Andada do caranguejo-uçá ocorre na próxima semana

Foto: Felipe B. Fraga/Semmam

Fiscalização percorre manguezal da capital Vitória para vistoriar período da andada

O quarto é último período da Andada do caranguejo-uçá (Ucides cordatuse) ocorre na próxima semana em Vitória, a capital do Espírito Santo. De terça-feira (09) até o domingo (14), ficam proibidos a captura, a manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização dos indivíduos da espécie, proveniente de qualquer origem, bem como as partes isoladas (quelas, pinças, garras ou desfiado).

Anúncio

A andada é o período reprodutivo em que os crustáceos machos e fêmeas saem de suas galerias (tocas) e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de ovos. As datas estão alinhadas com a Portaria Nº 325, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para o ano de 2024, e foi aprovada pela sociedade civil, em reunião pública, e pela Comissão Tripartite Estadual, composta por órgãos ambientais federais, estaduais e municipais.

Anúncio

“É muito importante alertar sobre a preservação da espécie, protegendo no período de reprodução e de recomposição da fauna e, assim, garantimos o aumento do número de caranguejos-uçá e a continuidade das atividades da cata e da comercialização, que são tradicionais em Vitória e que representam renda para muitas famílias”, apontou o secretário municipal de Meio Ambiente, Tarcísio Föeger.

CONSCIENTIZAÇÃO – Para sensibilizar a população sobre os períodos da andada do caranguejo-ucá (Ucides cordatuse), e também da importância da sua preservação, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam) realizou abordagens educativas e de sensibilização em feiras livres e peixarias, além de ações com estudantes e das comunidades escolares junto às unidades de ensino localizadas no entorno de importantes áreas de manguezal de Vitória, durante o terceiro ciclo do defeso.

As ações de sensibilização contaram também com a parceria de catadores de caranguejo da capital. Eles passaram a receber benefícios durante os períodos de defeso, a partir da nova legislação do município que desburocratizou o pagamento.

Assim, os catadores têm auxiliado os agentes de fiscalização nas operações pelo manguezal de Vitória e, também, os educadores ambientais nas abordagens educativas nas feiras livres, escolas, comércio, dentre outras ações que visam preservar e cuidar dos manguezais de Vitória, como parte do projeto Mangueando na Educação, desenvolvido pela Semmam.

Fonte: PMV

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Campeonato Brasileiro de Blends de Café será realizado no São Paulo Coffee Festival

Foto: Freepik A Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) realizará a etapa ...

Equipes coletam dados para nova pesquisa da Conab da safra brasileira de grãos

Foto: iStock Farmer handful of harvested corn kernels from the heap loaded into ...

Comidas típicas da festa junina contam com 36% de impostos no preço final

Foto: Julio Huber A chegada das festas juninas costuma ser motivo de alegria ...

Capixaba é eleito o melhor criador e expositor na Megaleite 2024 na categoria CCG 1/2 Hol + 1/2 Gir

Encerrada a 19ª edição da Megaleite no último sábado (15), a Associação Brasileira ...

Equipamento promete secagem de cafés especiais em menos de 24 horas

Tecnologia desenvolvida pela Dryeration, foi testada e aprovada por produtores da Alta Mogiana ...