Região do Cerrado Mineiro lança mais um café exclusivo na Semana Internacional do Café 2023

Fotos: Divulgação

A Região do Cerrado Mineiro (RCM), conhecida por ser a primeira do Brasil a receber a Denominação de Origem para seus cafés, estará presente na Semana Internacional do Café (SIC), que acontece de 8 a 10 de novembro no Expominas, em Belo Horizonte (MG).

O evento, considerado uma das maiores feiras do mundo dedicadas ao universo do produto, tem como principal objetivo proporcionar oportunidades para todos os elos da cadeia produtiva do café brasileiro, além de abrir portas para mercados, compartilhar conhecimento e fomentar negócios.

Com o tema central “Origens produtoras – uma visão de futuro para uma nova cadeia do café”, a SIC 2023 se destaca por oferecer um conteúdo de alta qualidade que inclui palestras, cursos, workshops, competições, provas de café, pesquisas e degustações orientadas, para atender às demandas dos profissionais do setor.

LANÇAMENTO – Durante a SIC, será realizado o lançamento de um novo rótulo da Região do Cerrado Mineiro, que recebeu o nome de Carcará do Cerrado, integrando os labels Ipê Amarelo e Lobo-Guará, elementos da fauna e da flora da Região do Cerrado Mineiro.

Das variedades predominantes Catuaí Amarelo e Catuaí 62, no blend “Carcará do Cerrado” o consumidor encontrará notas de frutas vermelhas, morango, uva, chocolate, vinho tinto, rum e caramelo, acidez tartárica, corpo sedoso e finalização de longa duração.

“O perfil do café foi desenvolvido por juízes de prova de café especialistas das cooperativas, que entre dezenas de amostras provadas, chegaram a este sabor, que demonstra a evolução da qualidade no cerrado mineiro. Reforçando que estes labels são comercializados pelas cooperativas filiadas à Federação e os agentes comerciais das cooperativas estarão no estande e os labels estarão nos cuppings”, destaca o diretor executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Juliano Tarabal.

Cuppings, degustação e produtos

Nesta edição, o estande da Região do Cerrado Mineiro assume o compromisso com a sustentabilidade, com ênfase na prática da cafeicultura regenerativa. Os visitantes terão a oportunidade de participar de cuppings de cafés da região ao longo de todo o dia, além de desfrutar de uma cafeteria dedicada à degustação dos cafés da safra 2023 e do novo label Carcará do Cerrado. Para os apreciadores de café, haverá também a oportunidade de adquirir produtos personalizados que representam a qualidade do Cerrado Mineiro.

O stand contará com representantes das seis cooperativas filiadas à Federação dos Cafeicultores do Cerrado – Carmocer, Carpec, Coocacer Araguari, Coopadap, Expocacer e MonteCCer, além das associações ACA, Acarpa, Amoca, Appcer, Assocafé, Assogotardo e GRE Café – Região de Araxá, destacando a intercooperação e também a promoção da Denominação de Origem.

O diretor executivo da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, Juliano Tarabal, palestrará no Fórum da Cafeicultura Sustentável sobre “Como as estratégias de origem contribuem para a governança, promoção e acesso ao mercado de café especial”.

A participação da Região do Cerrado Mineiro na Semana Internacional do Café é um testemunho do compromisso contínuo com a excelência na produção do grão e da importância de práticas sustentáveis. “Esta é uma oportunidade  para apreciar o sabor único dos cafés da Região e conhecer mais sobre o futuro promissor da indústria cafeeira brasileira”, avalia Juliano Tarabal.

Fonte: Serifa Comunicação

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Fendt lança combo com trator versátil e versões menores de plantadeira dobrável

Fotos: Divulgação Novidade reúne versatilidade, eficiência operacional e alta precisão A Fendt é ...

Agricultores de Ecoporanga se regularizam para venda direta de produtos orgânicos

Um grupo de agricultores familiares do município de Ecoporanga foi contemplado com a ...

Capacitação para operação de secagem e armazenamento de grãos preza pela segurança dos trabalhadores no Oeste baiano

No Oeste da Bahia, região essencialmente agrícola, a crescente necessidade de instalação de ...

Exportação de gengibre mais que dobra em janeiro de 2024

O valor exportado com o gengibre capixaba no primeiro mês deste ano foi ...

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

A mecanização veio trazer novos ventos de prosperidade para a silvicultura. Nos últimos ...