Relatório aponta como foram as exportações agrícolas para os EUA

A Descartes (Nasdaq:DSGX) (TSX:DSG), líder global na união de negócios intensivos em logística no comércio, anunciou o lançamento do BIG BOOK – Relatório de Agricultura. O report evidencia as principais tendências das exportações para os Estados Unidos em 2021 e é baseado em uma análise aprofundada do setor agrícola, examinando importações marítimas por volume, com dados coletados até agosto de 2020.

Um dos maiores bancos de dados do comércio de importação e exportação do mundo, a Descartes Datamyne abrange 230 mercados em cinco continentes. A solução oferece o conhecimento necessário para pesquisar a movimentação de mercadorias globais e apoiar diretamente o desenvolvimento de novos negócios, obtenção de fornecedores e análises competitivas.

A ferramenta conta com agências governamentais, fabricantes, varejistas, corretores de commodities e fornecedores de serviços de transporte e logística utilizam o serviço. A banana foi um dos produtos agrícolas que tiveram maior aumento de exportação em 2020 para os EUA, comparado a 2019.

De acordo com o levantamento, antes mesmo da pandemia ocasionada pela Covid-19, o setor agrícola já vinha enfrentando desafios para manter o ritmo, com mudanças nas tendências de importação – tais como impostos, tarifas e flutuações econômicas. Com isso, o volume e o valor dos commodities poderia sofrer alternâncias e impactar na conclusão de acordos.

Outro ponto relevante é que, nos últimos anos, a globalização fez com que os negócios se tornassem mais conectados, levando importações e exportações significativas a fluir mais rapidamente, causando reflexos de longo alcance. O relatório da Descartes DatamyneTM tem como intuito cobrir os pontos-chave que líderes de negócios devem saber a respeito de um amplo espectro de indústrias.

Globalmente, importações agrícolas estagnaram em relação a 2019, apresentando apenas 0,8% de declínio no valor ano após ano. Esta ligeira queda ocorreu devido aos decrescimentos consideráveis nos valores de importação de abril e maio, que caíram respectivamente 7,7% e 8,2%. Os EUA importaram aproximadamente um valor de 94 bilhões de dólares em produtos agrícolas no período pesquisado em 2019.

No topo do ranking, o álcool etílico apresentou o maior declínio de valor ano a ano, caindo 13,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2020, o valor de importação do produto atingiu 4,6 bilhões de dólares.

De todas as exportações para os EUA, produtos agrícolas foram os menos impactados pelo coronavírus. As importações de vegetais sob a seção II da Agenda Tarifária Harmonizada chegou a ver um ligeiro crescimento de 1,4% com relação a 2019. A seção III de importação de gorduras vegetal e animal também cresceu 5,7% em 2020.

Commodities específicos, importados sob a denominação de produtos agrícolas, podem ter sofrido alternância no valor de ano após ano, atribuída à Covid-19. Os commodities da Seção III, por exemplo, tiveram seu uso culinário reduzido com o fechamento temporário de restaurantes, causado pela pandemia. Contudo, este revés foi contrabalançado pelo aumento do uso industrial de óleos vegetais.

Já os volumes de importação marítima global para produtos agrícolas caíram 3,27% em 2020 em comparação com 2019. Diferente da maioria dos commodities que começaram a se recuperar de performances fracas na metade do ano, agosto teve a queda mais acentuada, de 12,5% em comparação ao mesmo período de 2019. As bananas, no topo do ranking, tiveram o maior crescimento ano a ano entre os principais produtos agrícolas brasileiros exportados, aumentando em 23,5% em comparação com o mesmo período em 2019.

Dos principais produtos agrícolas por volume importados pelos EUA, muitos deles podem atribuir seu declínio ano a ano em função do coronavírus. Vinhos de segundo e terceiro lugar no ranking e cervejas tiveram quedas significativas. A cerveja caiu 16,2% devido ao fechamento temporários de restaurantes, em todo o país.

Fonte: Descartes

Últimas notícias

Senar lança cursos gratuitos de drones e inseminação artificial. Inscreva-se!

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) lançou três cursos de curta duração, ...

Especialistas do Brasil e exterior debatem mercado halal

O fórum de negócios Global Halal Brazil ocorre na próxima semana e terá ...

Estados Unidos mudam regras para ingresso de cães procedentes do Brasil

Os animais que chegam de países classificados como de alto risco para raiva, ...

Entidades afirmam que caso das búfalas de Brotas foge à regra dos produtores

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) publicou ...

Cadeia produtiva do leite é destaque em novo Boletim da Agricultura Familiar da Conab

Já está disponível, no site da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a publicação ...