Revista Negócio Rural leva prêmios de jornalismo cooperativista no Espírito Santo

Foto: Larissa Vedoato

Os jornalistas e editores da revista e do portal Negócio Rural, Julio Huber e Bruno Faustino, tiveram reportagens vencedoras em três categorias do Prêmio de Jornalismo Cooperativista Capixaba (PJC), realizado pelo Sistema OCB/ES, e que teve o resultado divulgado na noite de ontem (19), em um evento marcado por emoções e muita comemoração de representantes da imprensa do Espírito Santo.

Julio Huber teve uma reportagem publicada no portal da Revista Negócio Rural classificada com a segunda colocação na categoria Webjornalismo. Com o título: “Café com sabor da garra feminina”, a reportagem premiada mostra como vem crescendo a participação de mulheres no comando de propriedades de café. Julio Huber percorreu o Espírito Santo e Minas Gerais para mostrar cooperativas que trabalham para incentivar a participação de mulheres na cafeicultura. A fotografia de duas cooperadas da Coocafé, que ilustra a reportagem, também foi finalista na categoria Fotojornalismo do PJC.

Já a reportagem “Delivery leva o campo para a cidade”, produzida por Huber para a edição impressa da Revista Negócio Rural, foi premiada com a segunda colocação na categoria Jornalismo Impresso. O texto mostra como os agricultores inovaram, durante a pandemia da Covid-19, e passaram a fazer entregas das mercadorias na Grande Vitoria, por meio de pedidos on-line.

“É muito gratificante poder contar tantas histórias sobre os agricultores capixabas. Esses prêmios conquistados são reconhecimentos de um trabalho feito com dedicação e amor, pois quando escrevemos, a intenção é colocar em palavras a realidade de cada personagem, que formam essas importantes cooperativas capixabas”, destacou Huber.

Bruno Faustino, que também é repórter da Record News e da TV Cultura, foi o grande campeão da categoria Telejornalismo, com a reportagem: “Quando o Comércio é Justo todos ganham”. O conteúdo mostra ações de cooperativas que participam do sistema do Comércio Justo no Espírito Santo, com destaque para a Cafesul, que fica no município de Muqui. Bruno também foi finalista com outras duas reportagens, sendo uma em Radiojornalismo.

Os cinegrafistas Aroni Almeida de Freitas e Antônio José Dutra, que produziram as imagens para as reportagens de Faustino, conquistaram a 1ª e a 2º colocações, respectivamente, na categoria Repórter Cinegrafista.

“Esta edição do Prêmio de Jornalismo Cooperativista premiou a seriedade, a qualidade, mas, acima de tudo, a verdade por trás de cada uma das histórias contadas. Comprova a qualidade e a nossa grande paixão: o mundo rural. Estou muito feliz com as nossas conquistas e de nossos parceiros. Dos 12 prêmios em disputa, levamos cinco. Saímos gigantes na grande noite de premiação do jornalismo cooperativista do Espírito Santo”, enfatizou Bruno.

PRÊMIO – O PJC, como a iniciativa é mais conhecida, tem como objetivo destacar os trabalhos jornalísticos de qualidade produzidos pelos veículos de comunicação do estado que tenham como tema central as ações, projetos, resultados ou iniciativas promovidas pelas cooperativas capixabas registradas junto ao Sistema OCB/ES, mostrando o seu potencial econômico e social. O PJC é realizado pelo Sistema OCB/ES, com patrocínio da Coocafé, Coopeavi, Selita, Cooabriel, Unicred, Unimed e Sicoob.

Inicialmente, a 14ª edição estava prevista para ser realizada em 2020, mas o advento da pandemia exigiu o adiamento da premiação, respeitando todas as orientações dos órgãos competentes e o trabalho dos profissionais de imprensa, que passaram a ser ainda mais demandados. Por isso, neste ano, foram aceitas as inscrições de materiais veiculados entre o dia 4 de novembro de 2019 a 27 de outubro deste ano, permitindo que todo o conteúdo produzido no período fosse beneficiado.

Ao longo da noite, o cooperativismo capixaba entregou mais de R$ 90 mil em prêmios. Os trabalhos das seis categorias técnicas (Fotojornalismo, Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Repórter Cinegrafista, Telejornalismo e Webjornalismo) e da categoria Estudante passaram pela avaliação de um júri especializado, que definiu os vencedores da noite. Além disso, os trabalhos mais bem avaliados seguiram para votação popular, permitindo que a sociedade pudesse participar ativamente dessa escolha.

O EVENTO – A cerimônia que relevou os nomes dos vencedores foi realizada no Ilha Buffet (Álvares Cabral), destinada a convidados. O momento foi iniciado oficialmente com uma surpresa para o público: uma apresentação cultural com o grupo Alegretto e com os dançarinos Fernando e Thaís, que uniram música e dança contemporânea para interpretar as canções “Nada será mais como era antes”, do cantor capixaba Silva, e “Nada será como antes”, de Milton Nascimento, levando uma mensagem de esperança para o público presente.

O comando de toda a solenidade foi feito pelo jornalista, cronista e apresentador Jace Theodoro. A fala de abertura foi realizada pelo presidente do Sistema OCB/ES, Pedro Scarpi Melhorim. O representante destacou a importância da noite, que marcou a retomada do PJC, tanto para o jornalismo quanto para o cooperativismo capixaba.

“Se hoje estamos aqui, celebrando juntos, é porque superamos desafios, cooperamos uns com os outros, corremos atrás dos nossos objetivos e, sobretudo, tivemos esperança pela chegada de tempos melhores. A pandemia deixou as suas marcas no mundo, mas não nos paralisou. O cooperativismo se reinventou, perseverou e nos surpreendeu mais uma vez pelos seus resultados”, disse o presidente.

Depois, foi a vez do superintendente da instituição organizadora, Carlos André Santos de Oliveira, fazer o seu pronunciamento. Ele iniciou a sua participação pedindo um minuto de silêncio em respeito a todas as vítimas da Covid-19. Na sequência, agradeceu a presença de todos os participantes e destacou como a atuação da imprensa é fundamental para o país.

“O Sistema OCB/ES tem um enorme respeito e uma enorme consideração pelos profissionais da comunicação. Nós respeitamos o trabalho da imprensa livre, que é basilar para democracia do país e para ajudar no controle da transparência. Sem ela, não existe democracia plena. Nós acreditamos muito no trabalho da imprensa livre”, completou.

O coordenador técnico da premiação, professor doutor José Antônio Martinuzzo, também fez uma fala emocionada para os convidados. “Temos que agradecer aos jornalistas, porque se mais vidas não se perderam, se esse país está conseguindo sair numa travessia, isso se deve muito ao trabalho deles. Eu queria agradecer ao Sistema OCB/ES por acolher o jornalismo como algo relevante para a sociedade. Isso é cada vez mais raro e é cada vez mais importante que a sociedade civil e o setor produtivo consigam reconhecer o valor da imprensa”, declarou.

O momento de falas foi seguido pelo anúncio dos vencedores de cada uma das categorias. A cerimônia foi finalizada com uma apresentação musical com a cantora Mariana Coelho, que encantou o Brasil e representou o Espírito Santo no programa The Voice Brasil.

HISTÓRIA – O Prêmio de Jornalismo Cooperativista Capixaba foi criado em 2007, com o objetivo de reconhecer produções jornalísticas cujos temas retratassem esse modelo de negócio. Ao longo da sua história, ele se tornou a maior premiação do setor no Estado. 

Neste ano, o PJC contou com a inscrição de 102 trabalhos, em todas as categorias existentes. Somente na votação popular, quando concorreram os cinco trabalhos mais bem avaliados pelo júri de todas as categorias técnicas, foram registrados 17.893 votos, mostrando uma participação ativa da sociedade.

Fonte: Assessoria de imprensa / OCB/ES

Últimas notícias

Senar lança cursos gratuitos de drones e inseminação artificial. Inscreva-se!

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) lançou três cursos de curta duração, ...

Especialistas do Brasil e exterior debatem mercado halal

O fórum de negócios Global Halal Brazil ocorre na próxima semana e terá ...

Estados Unidos mudam regras para ingresso de cães procedentes do Brasil

Os animais que chegam de países classificados como de alto risco para raiva, ...

Entidades afirmam que caso das búfalas de Brotas foge à regra dos produtores

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) publicou ...

Cadeia produtiva do leite é destaque em novo Boletim da Agricultura Familiar da Conab

Já está disponível, no site da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a publicação ...