São Paulo sediará feira de café voltada para o consumidor da América Latina

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo e o segundo maior consumidor. Para ampliar o conhecimento e mergulhar no universo de uma das bebidas mais apreciadas no planeta, a Bienal de São Paulo sediará a feira SP Café, nos dias 15, 16, e 17 de maio.

“O café nacional é reconhecido mundialmente pela sua qualidade e sustentabilidade. Por isso, criamos um espaço para que os brasileiros possam se orgulhar ainda mais, mergulhando no universo do grão e descobrindo porque o café é conexão. A SP Café será uma oportunidade especial para o consumidor conhecer e interagir com toda a cadeia do café”, declara Nelson Carvalhaes, empresário do setor e sócio da SP Café.

Em sua primeira edição, a iniciativa já conta com importantes apoiadores como a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (ABICS), Sindicato da Indústria do Café do Estado de São Paulo (Sindicafé) e Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. O investimento para sua realização é de R$ 2 milhões e a expectativa dos organizadores é atrair 15 mil pessoas por dia.

“O objetivo da feira é apresentar ao consumidor final da cadeia do agronegócio café. Do fruto à xícara, uma feira de muitas experiências e negócios. Teremos conteúdo para todas as idades”, afirma Maria Fernanda Monteiro de Barros, curadora de conteúdo e sócia do SP Café.

A feira entra para o calendário da cidade de São Paulo ocupando dois andares do prédio da Bienal, que está no coração verde da metrópole e conta com a assinatura de Oscar Niemeyer em ponto privilegiado e de fácil acesso, o Parque do Ibirapuera.

A sustentabilidade será outro aspecto importante da feira. Toda a borra produzida durante os três dias será coletada e enviada como adubo para o Viveiro Manequinho Lopes, localizado dentro do Parque, e responsável por grande parte das mudas plantadas pela capital.

“Café é conexão e, por isso, esses três dias serão uma experiência inesquecível para todos os públicos, inclusive para as crianças. Será uma grande confraternização de profissionais, famílias, produtores, especialistas e apaixonados em torno do café”, conta o sócio Ricardo Fleury Silveira, sócio da Multicase, agência responsável pela realização do evento.

Além da presença de diversas empresas, profissionais e especialistas do café, o público terá experiências de conteúdos. Entre os destaques, o translado ida e volta em um ônibus elétrico para um passeio guiado pelo maior cafezal urbano do mundo, criado na década de 1950 no Instituto Biológico, e que conta com aproximadamente dois mil pés de café. A apenas cinco minutos do Parque do Ibirapuera, os visitantes terão a chance de conhecer essa criação inspirada no vinhedo urbano de Montmartre, em Paris.

Programação

A SP Café oferecerá uma programação eclética para atrair não só profissionais e especialistas do café, mas também o consumidor final. Os visitantes terão acesso a um evento com experiências e conexão completa:

Vila do Café – O público passará por estações com a presença das mais conceituadas empresas, redes de cafeterias e conhecerá microtorrefadoras, o trabalho de microempreendedores de alimentos, produtos, artesanatos e livrarias. Será uma oportunidade única para fazer negócios, degustar delícias cafeinadas e adquirir itens para levar.

Stands – Os visitantes poderão conhecer e adquirir cafés de diversas marcas que representam a alta qualidade do café brasileiro.

Equipamentos – O público poderá conhecer máquinas e equipamentos desenvolvidos com tecnologia de ponta para uso profissional ou doméstico.

Representatividade – Para os profissionais do setor, a feira contará com a presença de torrefadoras, entidades representativas dos segmentos privado e governamental, cooperativas e fazendas produtoras.

Conhecimento – Entidades certificadoras disponibilizarão informações sobre seu processo de trabalho e a importância da garantia de segurança e qualidade do produto.

Atrações variada

  • A agenda da feira apresentará aos visitantes diferentes tipos de conteúdo, como bate-papos descontraídos com profissionais e apreciadores de café e palestras e workshops com informações mais aprofundadas e diversas.
  • Conceituados baristas e mestres de torra participarão da feira apresentando suas habilidades e revelando segredos na preparação e criação de diferentes tipos de cafés, bem como competindo em um grande campeonato.
  • Na área de entretenimento, shows ao vivo e exposições de arte complementarão a experiência.
  • A feira será um programa para toda a família, pois contará também com o Espaço Kids, pensado com carinho e que disponibilizará atividades lúdicas e vivências interessantes em torno do café.

Sobre o café brasileiro

Consumo interno: em 2019, o Brasil produziu cerca de 49,3 milhões de sacas de 60 quilos de café (Fonte da Conab), sendo o consumo interno responsável por 29,5% aproximadamente. Segundo pesquisa do Euromonitor, o brasileiro consome, em média, de 3 a 4 xícaras de café por dia. Entre as ocasiões de consumo, destaque para o crescimento de cafeterias que atualmente somam 3,5 mil no Brasil.

Exportações: neste ano, as exportações bateram recorde histórico, somando 40 milhões de sacas, o que corresponde a aproximadamente 70,5% de tudo que é produzido no Brasil (Fonte da Cecafé).

Serviço:

  • Feira: SP Café, porque café é conexão
  • Ingressos: R$ 20,00.
  • Data: 15, 16 e 17 de maio de 2020
  • Local: Bienal de São Paulo (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Vila Mariana, São Paulo)
  • Horário: 10h às 19h
  • Site: www.souspcafe.com.br
  • Instagram: @spcafeconecta

Últimas notícias

Homens são presos saindo de mata com animal abatido

Dois homens foram detidos em flagrante enquanto saiam de uma mata com uma ...

Seca e calor devem afetar próximas duas safras de café no Brasil

Foto: Julio Huber Em reunião virtual realizada na última segunda-feira (30), os conselheiros ...

Polícia identifica desmate ilegal e apreende pássaros em Santa Maria de Jetibá

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) constatou desmatamento com corte seletivo de ...

Quais as recomendações para viabilizar os canaviais transgressivos?

Os canaviais transgressivos são viáveis para a canavicultura brasileira. O caminho que leva ...

Agricultores capixabas são autorizados a usar água rio Itabapoana para irrigação

A Agerh analisou 250 processos e emitiu 70 Outorgas de Uso da Água ...