Simpósio de Cafeicultura das Matas de Minas divulga programação completa

Foi divulgada a programação oficial do 23º Simpósio de Cafeicultura das Matas de Minas, que acontece em Manhuaçu (MG), nos dias 06 e 07 de abril. Com a qualidade da bebida em ascensão e mercados cada vez mais exigentes, o objetivo desta edição é a difusão de tecnologias que garantem ao Café das Matas de Minas uma identidade e padrão únicos. O evento reunirá cafeicultores, empresários, pesquisadores, técnicos e engenheiros agrônomos ligados à cadeia produtiva do agronegócio café.

Realizado pela Associação Comercial, Industrial e de Agronegócios de Manhuaçu (ACIAM), o Simpósio de Cafeicultura marca a retomada de eventos para o segmento, depois das suspensões por conta da pandemia do novo coronavírus. A programação terá 12 palestras e seis minicursos. Cinquenta empresas apresentam seus produtos, insumos e novidades para o setor numa feira de negócios.

Continua após o anúncio

O presidente da ACIAM, Maurélio Carlos Júnior, fala sobre os preparativos. “Estamos comercializando os estandes e acertando detalhes de como será a estrutura do evento. O espaço do Boston City já tem uma parte calçada e algumas construções. Teremos um novo formato de tendas para o auditório e expositores”, revelou.

O evento será realizado em dois dias – quarta e quinta – 06 e 07 de abril, no espaço do Complexo Esportivo Boston City, no antigo Parque de Exposições da Ponte da Aldeia.

Maurélio Carlos Júnior explica que haverá palestras, minicursos, apresentação das novidades do mercado de máquinas, insumos e novas técnicas de plantio. “As palestras e debates abordarão temas como qualidade, produção, certificação, comercialização, mercado, mas com foco em como agregar valor ao café. Esse ano estamos querendo mostrar como é a dinâmica de turismo rural, do plantio consorciado com outras culturas, o segmento das cafeterias e dos cafés especiais”.

Também haverá o Encontro de Mulheres Cafeicultoras e minicursos e a área de exposição de máquinas, implementos e serviços para a cadeia produtiva do agronegócio café. O evento será com entrada gratuita para cafeicultores e seus familiares.

O 23º Simpósio de Cafeicultura é realizado com patrocínio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Governo Federal, ICL, Cooxupé, Prefeitura de Manhuaçu, Coocafé, Prefeitura de Abre Campo, Cresol e Sicoob Credileste.

MATAS DE MINAS – A Região das Matas de Minas tem uma área plantada de café arábica em produção de cerca de 220 mil hectares. Outros 37 mil hectares estão em formação. A produtividade em 2021, segundo a Conab, foi 18,1 sacas/hectare, com uma produção estimada de 3.960.000 sacas beneficiadas. São cerca de 36 mil cafeicultores em 64 municípios.

“Por ser uma região de cafeicultura de montanha, além da importância econômica, tem uma importância social relevante, pois gera a necessidade de muita mão-de-obra. O período da colheita do café se destaca, onde são gerados diversos contratos de safristas. O predomínio da agricultura familiar também é outro diferencial da Região das Matas de Minas, pois em função da necessidade grande de mão-de-obra, temos diversos meeiros, parceiros e comodatários. A agricultura familiar responde em nossa região por mais de 70% da produção de café”, comenta o gerente regional da Emater-MG, Rômulo Mathozinho de Carvalho. 

O município de Manhuaçu tem uma importância elevada não só por ser polo, mas por ser o maior centro de comércio de café, de insumos, máquinas, equipamentos e serviços para a cafeicultura. Além disso, é o maior município das Matas de Minas em área plantada, possuindo mais de 23 mil hectares de lavouras de café, sendo o quarto maior produtor do estado de Minas Gerais.

Serviço

23º Simpósio de Cafeicultura das Matas de Minas

06/04 (quarta) e 07/04 (quinta)

Local: Complexo Esportivo Boston City (antigo) Parque de Exposições da Ponte da Aldeia – km 38 – BR-262 – Manhuaçu (MG)

Entrada Franca – Não há necessidade de inscrições prévias

Informações: www.simposiodecafeicultura.com.br

PROGRAMAÇÃO – AUDITÓRIO PRINCIPAL

06/04 – QUARTA-FEIRA

  • 09:00 – Cerimônia de Abertura
  • 09:30 – Entrega da Medalha Mérito do Agronegócio
  • 11:00 – Palestra: Plantio de Abacate consociado com Café – Palestrante: Erli Ropke, consultor em Fruticultura Tropical – Frucafé Mudas
  • 14:00 – Palestra: Aspectos relevantes para a alta produtividade das lavouras cafeeiras
  • Engenheiro Agrônomo Gustavo Renno – Programa No Pé do Café

Painel: Cafeicultura Digital – Economia e eficiência na lavoura

  • 14:45 – Agricultura digital e o uso de drones na cafeicultura – Lucas Fernandes de Souza – Doutor em Agronomia USP/ESALQ – Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mediador: Cleverson Vieira Pires – FAEMG/Senar
  • 15:30 – Palestra: O uso de drones na Cafeicultura – Péricles Alexandre Squaris Marques – Engenheiro Agrônomo – Coordenador Técnico Estadual da Emater-MG
  • 16:00 – Palestra: Desafios da Certificação Internacional na cafeicultura – Luciano Oliveira e Mauro Lúcio Corrêa Júnior – Empreendedores da Startup Certificafé
  • 16:30 – Agroturismo: Experiência e Oportunidades – Palestrante: Leandro Carnielli – Empreendedor do Turismo Rural – Fazenda Carnielli – Mediador: Davi Charbel – Castelo do Café

07/04 – QUINTA-FEIRA

08:30 – Encontro das Mulheres da Cafeicultura

  • Painel: Mulheres do Campo: Próximo Nível!
  • Palestra: Gestão e motivação
  • Tatiana Vasques
  • Neuropsicopedagoga / Espaço Crescer
  • Luísa Nogueira
  • Jornalista e apresentadora especializada em agronegócio
  • Palestra: Políticas públicas para as mulheres na cafeicultura
  • Cíntia Matos
  • Gestora Clac / Fairtrade Brasil / Presidente da Associação de Mulheres do Café da Região das Matas de Minas e Caparaó (AMUC)

Painel Diversidades

  • Negra Jô – Cultura, racismo e preconceitos
  • Comitê Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil
  • Ana Rosa Campos: Violência contra a mulher
  • Escrivã da Polícia Civil e Criadora do Chame a Frida
  • Jessica do Carmo: Mulheres – técnicas no campo
  • ATEG Café – FAEMG – Senar Minas
  • Mulheres em destaque – Homenagens

Painel: Mercado e custos de produção

  • 14:00 – Palestra: Mercado e conjuntura atual
  • Paulo de Souza Oliveira Júnior
  • Ex-vice-presidente da BM&F BOVESPA, ex-vice-presidente do comitê de mercados da Associação Brasileira dos Bancos Internacionais (ABBI)
  • Mediador: Sebastião Brinate – FAEMG/Senar
  • 15:00 – Palestra: Para onde vai o mercado de café em 2022 – Tendência de preços e estratégias de comercialização
  • Economista especializado em mercados Gil Barabach
  • Mestre em Economia do Desenvolvimento e Analista da Safras & Mercado
  • Mediador: Leo Gardingo – Gardingo Trade
  • 16:00 – Palestra: Impactos da dependência por importações de fertilizantes nos custos de produção do café
  • Maísa Romanello
  • Engenheira Agrônoma pela ESALQ – USP com experiência em análise do mercado de insumos agrícolas e analista da Safras & Mercado
  • Mediador: Fernando Cerqueira / Presidente da Coocafé

AUDITÓRIO DOIS – MINICURSOS

06/04 – QUARTA-FEIRA

  • 14:00 – Colheita e Qualidade do Café
  • Eng. Agrônomo Paulo César de Assis Pires – EMATER MG
  • 15:00 – Roda de Conversa: Nichos de Mercado de Café
  • Professor Elder Stroppa – IF Sudeste MG – Campus Manhuaçu
  • Professora Tatiane Paulino da Cruz – IF Sudeste MG – Campus Manhuaçu

07/04 – QUINTA-FEIRA

  • 09:30 – Manejo Integrado de Pragas do Cafeeiro
  • Professor Flávio Neves Celestino – IF Sudeste MG – Campus Manhuaçu
  • 10:30 – Estratégias para nutrição e manejo da lavoura de café e a alta dos insumos
  • Eng. Agrônomo Thiago Braga de Oliveira – EMATER MG
  • 14:00 – Manejo de Doenças do Cafeeiro, uma abordagem prática
  • Professora Tatiane Paulino da Cruz – IF Sudeste MG – Campus Manhuaçu
  • 15:00 – Certifica Minas Café e a Gestão da Propriedade Cafeeira
  • Eng.Agrônomo Ronald Baião de Oliveira – EMATER MG

As inscrições para os minicursos e atividades serão coordenadas pela Emater-MG e pelo Instituto Federal Sudeste MG.

Fonte: Carlos Henrique Cruz

Últimas notícias

Até quando vai o frio?

De acordo com a Climatempo, a posição da massa de ar polar ainda ...

Exportações do agronegócio em abril alcançam recorde para o mês

As exportações do agronegócio brasileiro em abril totalizaram US$ 14,86 bilhões, valor recorde ...

Crimes ambientais são flagrados e embargados em Marechal Floriano

Uma nova fase da “Operação Curupira”, que visa coibir crimes ambientais no Espírito ...

Campanha promove alimentos orgânicos em todo o Brasil

A campanha visa estimular o conhecimento e o consumo de produtos orgânicos O ...

História do cooperativismo cafeeiro capixaba é destaque na biblioteca do Incaper

A biblioteca do Incaper serviu como base para revisões bibliográficas, fontes de dados ...