Sistema integrado da VLI começa a movimentar a safra de soja 2023

Foto: VLI

O sistema integrado da VLI começou a movimentar as primeiras composições carregadas com a safra de soja 2023. Os carregamentos iniciais ocorreram no final de janeiro e partiram do Terminal Integrador de Araguari (MG), de onde a carga segue pela Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) em direção ao porto de Tubarão, no Espírito Santo

Anúncio

Ainda pela FCA, foram registrados carregamentos pelo Terminal Integrador de Uberaba (MG), com destino ao Terminal Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), na Baixada Santista. O sistema norte da companhia também registrou movimentações, no fluxo que vai do Terminal Integrador de Palmeirante, no Tocantins, ao sistema portuário de São Luís. A Conab prevê para este ano mais uma safra recorde, com aumento de 22,2% em relação ao volume registrado em 2022, alcançando 152,7 milhões de toneladas.

Anúncio

“O agronegócio é um dos principais pilares da economia nacional. É motivo de orgulho para a VLI atender diversos clientes deste segmento, instalados nas principais regiões produtoras do Brasil. A integração entre portos, ferrovias e terminais traz eficiência e confiabilidade aos nossos clientes, permitindo que a safra brasileira seja exportada para diferentes destinos do mundo”, afirma Bruno Pantoja, gerente Comercial de Grãos da VLI.

A grande capilaridade do sistema multimodal gerido pela VLI permite que a soja captada, principalmente, nos estados de Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso, seja destinada à exportação em três complexos portuários distintos: São Luís (MA), Vitória (ES) e Santos (SP). Para dar vazão a este fluxo, que tem início agora e segue até o segundo semestre, com picos de volume nos meses de fevereiro, março, abril e julho, a companhia utiliza três corredores logísticos, sendo eles os Corredores Centro-Sudeste e Centro-Leste da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), além do tramo norte da Ferrovia Norte-Sul (FNS).

Outros importantes ativos da companhia oferecem a integração e agilidade necessárias para a operação de escoamento. São eles: os Terminais Integradores de Araguari, Pirapora e Uberaba, em Minas Gerais; os Terminais de Porto Nacional e Palmeirante, no Tocantins; além do Terminal Integrador de Porto Franco, no Maranhão, que entrou em operação no segundo semestre de 2022.

A Ferrovia Centro-Atlântica percorre sete estados brasileiros, transportando produtos de diversos segmentos, como o agronegócio, siderurgia e construção civil para abastecimento dos mercados interno e externo. A renovação antecipada da concessão da FCA, atualmente em curso nos órgãos reguladores, poderá marcar um novo ciclo de crescimento, investimentos e contribuição com a indústria ferroviária nacional, em virtude da aquisição de novos vagões e locomotivas para transportar o aumento de carga previsto, proporcionando um atendimento ainda mais amplo e eficiente aos clientes.

Fonte: VLI

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Festival gastronômico celebra cultura capixaba com o Fest Torta em Vitória

Neste sábado (20) e domingo (21), no bairro Jesus de Nazareth, em Vitória, ...

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Foto: Hélio Filho/Secom Em um passo histórico rumo à sustentabilidade, o Espírito Santo ...

Valor bruto da produção ultrapassa R$ 1,14 trilhão em março

Soja, milho, Cana-de-açúcar, café e laranja foram responsáveis por 52% do valor total ...

Nater Coop premia startups em Programa de Inovação Aberta

Foto: Bruno Faustino Ao longo de 2023, a cooperativa impulsionou a inovação lançando ...

ES firma acordo para ampliar alcance de frutas e especiarias capixabas no mercado internacional

As frutas e especiarias produzidas no Espírito Santo ganharão ainda mais reconhecimento internacional, ...