Tecnologia reduz em mais de 90% emissão de substancias tóxicas no ar durante secagem de grãos

Projetado por uma empresa gaúcha, sistema têm fundamental importância no processo de secagem do milho, soja e arroz atendendo as determinações dos órgãos ambientais

No processamento pós-colheita de grãos é preciso cumprir obrigações ambientais ao longo da cadeia produtiva. Uma etapa fundamental é o processo de secagem e armazenagem, que vêm recebendo atenção redobrada das agências ambientais, para que sejam realizados da forma mais eficiente e com o menor impacto possível, preservando a saúde de trabalhadores, da população e do meio ambiente.

Com o objetivo de diminuir a emissão de materiais particulados, ou seja, poeira, a Dryeration, empresa gaúcha pioneira em tecnologias para secagem, desenvolveu o Sistema de Despoeiramento (DRY-SP), que reduz a emissão de particulados em mais de 90%.

Continua após o anúncio

Segundo a empresa, além dessa redução da poeira, o sistema também melhora o desempenho de secadores de grãos convencionais. “Sua tecnologia é totalmente nacional, com modelos desenvolvidos conforme a necessidade do cerealista, além de fácil instalação”, descreve a fabricante.

O Sistema de Despoeiramento é dinâmico e autolimpante e atende às exigências dos órgãos ambientais. “Ele integra simultaneamente as funções de exaustor e de despoeiramento em um único equipamento acoplado ao secador, com excelente performance, especialmente, na secagem de milho, arroz e soja”, explica o diretor-presidente e responsável técnico pelos projetos, Otalicio Pacheco da Cunha.

“O dispositivo aspira e filtra o ar na torre de secagem, enquanto direciona as partículas para a câmara de queima. Com isso, somente o ar limpo vai para o meio ambiente”, complementa o fundador da empresa, com sede em Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul.

O especialista explica que, ao acelerar a passagem de ar na torre, com alta eficiência na filtragem de partículas, ocorre um aumento na produtividade do secador. “No caso de películas de milho, a redução de particulados chega a 98% de eficiência”, afirma Cunha.

O diretor-presidente destaca ainda que a empresa é especializada em secadores de grãos de alta performance. “Além de oferecer ao mercado uma tecnologia que, praticamente, elimina os particulados que poluem o meio ambiente, ainda melhora o desempenho dos secadores de grãos convencionais”, ressalta. Segundo ele, o sistema é desenvolvido para se ajustar a cada secador, praticamente eliminando a emissão de partículas.

Fonte: AgroUrbano

Últimas notícias

Confirmada: 11ª Feira de Negócios Coocafé será presencial

Um dos principais eventos realizados para o cooperado Coocafé é a Feira de ...

Alunos aprendem, na prática, como vacinar o rebanho

Mais uma ação do projeto “Vai pra Roça” foi realizada em São Gabriel ...

Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Uma novidade foi lançada pela Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab) para os pecuaristas ...

Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz, participará da Feira de Agronegócios da Cooabriel

Indicado ao prêmio Nobel da Paz em 2021, o ex-ministro e professor Alysson ...

Prazo para vacinar animais de 0 a 2 anos contra febre aftosa está acabando

A vacinação de bovinos e bubalinos acontece até o dia 31 de maio ...