Tecnologias brasileiras poderão ser adotadas para o desenvolvimento do sistema produtivo na África

Ao participar do evento Focus on Africa, promovido pelo Standard Bank Brasil, Tereza Cristina também enfatizou que é crucial considerar agricultura e segurança alimentar conjuntamente às questões de comércio agrícola

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou, nesta segunda-feira (26) a importância da cooperação entre Brasil e África no setor agrícola para o desenvolvimento e a geração de renda e oportunidades. Ao participar do evento Focus on Africa, promovido pelo Standard Bank Brasil, a ministra disse que as tecnologias desenvolvidas pelo Brasil ao longo dos últimos anos podem ser adaptadas e adotadas por países africanos para ajudar a fomentar seus sistemas produtivos. 

“Essa parceria estratégica, que seguimos buscando construir, é uma via de duas mãos: contribuir para o desenvolvimento da produção africana pressupõe também um tratamento aberto à comercialização da produção brasileira. Para a África chegar ao mundo, deve também se abrir ao mundo e ao Brasil”, destacou a ministra. Ela citou dados do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) que mostram que  o continente africano produzirá apenas 13% de suas necessidades alimentares até 2050. 

Tereza Cristina também enfatizou que é crucial considerar agricultura e segurança alimentar conjuntamente às questões de comércio agrícola. Para ela, o protecionismo, sobretudo em países desenvolvidos, tem ameaçado a viabilidade de uma agricultura mais moderna e dinâmica em países em desenvolvimento. “Um comércio agrícola de fato livre e justo permitiria, sem dúvida, a disseminação de melhorias das condições no campo, onde está concentrada a maior parte da pobreza no mundo. Desencadearia, ademais, um ciclo virtuoso, em que maior produção descentralizada garantiria maior acesso a alimentação e nutrição adequadas”, disse. 

A CEO do Standard Bank Brasil, Natalia Dias, destacou que o agronegócio é um dos setores com maior potencial de engajamento entre Brasil e África. “Vemos um potencial enorme para o agronegócio brasileiro que domina a tecnologia de agricultura tropical tão necessária para o desenvolvimento do setor na África”, disse.

Fonte: Mapa

Últimas notícias

Premiação distribui R$ 130 mil para os produtores dos melhores cafés do Espírito Santo

Fotos: Sidney Dalvi e Hélio Filho/Secom Os melhores cafés especiais capixabas foram eleitos ...

Pecuária de leite vive incertezas com o futuro da pandemia

A reunião de conjuntura de novembro do Centro de Inteligência do Leite da ...

Valor de mercado de defensivos aplicados deverá cair 11,8% em 2020

O mercado de defensivos agrícolas deve ter redução de 11,8% no valor em ...

Programa de aprendizagem rural é homenageado pelo Instituto Innovare

Fotos: Junio Nunes O Programa de Aprendizagem Profissional Rural foi homenageado na 17ª ...

Novo surto de gafanhotos é monitorado por governo do Rio Grande do Sul

Foto: Senasa Julio Huber Um novo surto de gafanhotos identificado pelo Serviço Nacional ...