Turismo capixaba cresce e se destaca pela criação de novos empregos

Foto: Julia Brandão

O turismo capixaba registrou crescimento de +14,9% no terceiro trimestre deste ano, em comparação ao terceiro trimestre do ano passado, acompanhando as variações positivas na região Sudeste e no País. A informação é parte do Boletim da Economia do Turismo divulgado, nesta quinta-feira (08), pela Secretaria de Turismo (Setur) e o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Anúncio

De acordo com o documento, as atividades turísticas no Espírito Santo acumularam, até o terceiro trimestre do ano, expansão de +33,6% frente ao mesmo período do ano anterior.

Anúncio

Os dados mostram a recuperação da atividade turística após a acentuada queda na atividade em 2020 e início de 2021, período da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). “Mais uma vez os dados do boletim são positivos, demonstrando resultado dos investimentos em promoção, qualificação e infraestrutura do Governo do Estado, tornando cada vez mais atrativo o destino Espírito Santo”, afirmou o secretário de Estado de Turismo, Fernando Rocha.

“A economia do Estado, na perspectiva do turismo, vem demonstrando bom desempenho após o período pré-pandêmico. Isso é muito relevante para a geração de empregos em toda a cadeia e na perspectiva da produção, com o crescimento nas atividades econômicas do turismo e a renda para a população”, destacou o diretor de Integração do Instituto Jones dos Santos Neves, Pablo Lira.

No terceiro trimestre deste ano, foram gerados mais 950 postos de trabalho celetista, a quinta variação positiva das Atividades Características do Turismo (ACTs), desde o segundo trimestre de 2021. Os novos postos de trabalho estão concentrados, em sua maioria, no segmento de alimentação que gerou 724 postos de trabalho. Os municípios que mais geraram emprego estão localizados na região Metropolitana: Vila Velha (+209), seguido por Vitória (+160) e Serra (+93).

No Espírito Santo, 8,1% do total de pessoas ocupadas exercem funções nas ACTs, a maioria no setor de alimentação e transporte, somando, respectivamente, 88 mil e 56 mil pessoas ocupadas, concentrando quase 90% dos ocupados no setor.

Desse montante, 66,6% estão em trabalhos formais e 33,4% em atividades informais, na maioria nos setores. “Atividades culturais e desportivas” e “Alimentação” têm as maiores taxas de informalidade, com 44,8% e 40,2%, respectivamente.

Já a média de rendimento no setor é de R$ 2.270,93, no 3º trimestre de 2022, totalizando R$ 361,59 milhões da massa de rendimento. Os segmentos “Outras atividades” e “Transporte” são os com maior rendimento médio, R$ 3.487,12 e R$ 2.997,46, respectivamente. Já o menor é o segmento de alojamentos, com rendimento médio de R$ 1.660,28.

Dos 78 municípios capixabas, 46 registraram geração de empregos nas ACTs no 3º trimestre deste ano. Se analisarmos por região turística, a Região Metropolitana lidera com a geração de +595 postos de trabalho, principalmente pelos empreendimentos de alimentação, seguida pela Região Verde e das Águas (+117) e Região Montanhas Capixabas (+83). Apenas a Região Doce Terra Morena (-24) e da Costa e da Imigração (-4) registraram perda de postos de trabalho no trimestre.

No acumulado dos últimos quatro trimestres, as regiões com maior geração de postos de trabalho celetista foi a Região Metropolitana (+3.239), seguido pela Região Doce Pontões Capixaba (+693).  

Fonte: Governo do Espírito Santo

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Nater Coop anuncia investimento de 8 milhões em novas estruturas de armazém de café no ES

Foto: Divulgação O volume de movimentação chegará a aproximadamente 75 mil sacas por ...

Agronegócio bate recorde de exportações em abril, com US$ 15,24 bilhões

O resultado correspondeu a 49,3% das exportações totais do Brasil Com valor recorde, ...

Sicoob inova experiência com cashback no Super App 

O Sicoob lançou a nova funcionalidade de cashback no Super App. Através do ...

Exportação de café em abril rende a maior receita da história registrada em um mês

Foto: Julio Huber O Brasil exportou 4,222 milhões de sacas de 60 kg ...

Socol pode se tornar patrimônio cultural no Espírito Santo

Foto: Gabriel Lordelo/Divulgação O socol, produto embutido exclusivo de Venda Nova do Imigrante, ...