Veja os prejuízos em área rurais dos municípios catarinenses atingidos por temporais no fim de semana

Relatório preliminar da Epagri aponta que 15 municípios catarinenses registraram prejuízos em zonas rurais, com os temporais que atingiram Santa Catarina entre os dias 14 e 15 de agosto. Meio Oeste, Planalto Norte e Litoral Norte foram as regiões afetadas. As perdas foram nas cadeias produtivas de leite, suínos, aves, reflorestamento, alho, frutas, fumo, erva-mate, banana, palmito, arroz e plantas ornamentais.

Desde a noite da sexta-feira (14), os extensionista da Epagri estão a campo, prestando apoio às famílias rurais atingidas e fazendo o levantamento das perdas. Residências, galpões, implementos, equipamentos e abrigos foram as estruturas destruídas pela combinação de vento, granizo e chuva forte.

REGIÕES – Na região Meio Oeste foram atingidas as zonas rurais dos municípios de Água Doce, Ibicaré, Treze Tílias, Catanduvas, Vargem Bonita, Luzerna, Brunopólis, Tangará e Frei Rogério. Leite, suinocultura, avicultura, reflorestamento, alho e fruticultura são as atividades afetadas, com prejuízos em residências, galpões, implementos e equipamentos.

Irineópolis e Monte Castelo foram os municípios afetados no Planalto Norte, com destruição de residências, galpões, implementos e equipamentos. Na região, as produções atingidas fora as de fumo, leite, alho, erva-mate e reflorestamento.

Os prejuízos na agricultura do Litoral Norte abrangeram os municípios de Jaraguá do Sul, Massaranduba, São João do Itaperiú e Garuva. As atividades atingidas foram as produções de banana, palmito, arroz e plantas ornamentais, com a destruição de galpões e abrigos.

ORIENTAÇÕES – Além dos levantamentos realizados juntamente com as defesas civis de cada município, a Epagri está orientando os agricultores que têm cultivos financiados com custeio via Pronaf a acessarem o seguro agrícola Proagro. Também está sendo recomendado o uso das políticas públicas existentes para a reabilitação da infraestrutura, aproveitando o Plano Safra 2020/21.

Paralelamente, a Epagri está se reunindo com a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR) e o Ministério da Agricultura (MAPA), para discutir mais medidas de apoio para as famílias atingidas.

Os técnicos da Epagri ainda estão orientando os produtores que possuem seguro da infraestrutura danificada, para que procurem as instituições para comunicar o sinistro. Para este fim e para os outros para os quais sejam necessários, já estão sendo confeccionados laudos meteorológicos e de determinação de perdas.

SOLIDARIEDADE – A Epagri se solidariza às famílias catarinenses atingidas pelos eventos climáticos extremos. O momento é, mais uma vez, de união e força para reconstrução. A Epagri reforça que não se furtará ao seu papel e permanece ao lado dos catarinenses neste momento difícil.

Fotos: CBMSC / Flávio Júnior – Defesa Civil

Fonte: Epagri

Últimas notícias

Conheça uma produção de café sustentável e tecnológica

A produção de café conilon do cafeicultor Gerson Camiletti, em Sooretama, foi aperfeiçoada ...

Agro brasileiro mostra-se inovador, tecnológico, produtivo e sustentável em Congresso de Marketing do Agro ABMRA

“Essa edição do Congresso ABMRA reuniu diversos elos da cadeia e conseguiu trazer ...

Café do Campo das Vertentes conquista selo de Indicação Geográfica

O clima ameno, com excelente altitude para o plantio e características próprias que ...

Mapa promove capacitação online sobre Programa de Sanidade dos Equídeos

As inscrições já estão abertas e o curso pode ser concluído em 60 ...

Sobe para 35 o número de municípios capixabas com Risco Moderado para Covid-19

A taxa de ocupação dos leitos potenciais de UTI para tratamento do novo ...