Vitória libera feiras livres, mas com uso de máscaras caseiras

Foto: Divulgação

As feiras livres estão liberadas para acontecer em Vitória. No entanto, feirantes e clientes devem usar máscaras de proteção fácil (industrializadas ou fabricação caseira) para frequentar os locais.

A medida está publicada no Diário Oficial. Os feirantes também deverão atender a algumas normas de funcionamento, diante da pandemia de coronavírus:

  • Os feirantes deverão ampliar o espaço entre as barracas em, no mínimo, 1,5 metro de distância, por meio da retirada de bandejas de cada feirante
  • Os feirantes que comercializam os produtos do gênero alimentício para o consumo imediato no local, como “caldo de cana” e “lanches em geral”, somente poderão exercer a atividade em regime de retiradas em balcão, por meio do devido acondicionamento do alimento para viagem
  • Os feirantes deverão providenciar a retirada total de bancos, mesas ou qualquer outro item em que o consumidor possa se sentar, objetivando a não permanência e não aglomeração de pessoas na feira livre
  • É obrigatória a substituição de feirantes ou trabalhadores maiores de 60 (sessenta) anos, em razão de se enquadrarem no grupo de risco, segundo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo permitida a indicação de outra pessoa para exercer a atividade.

O secretário de Meio Ambiente, Luiz Emanuel Zouain, informou que o objetivo é trazer de volta as feiras-livres, respeitando-se as regras fundamentais. “A Gerência de Feiras da Semmam está orientando aos feirantes que coloquem suas barracas de forma distanciada para evitar aglomeração. É necessário que todos os feirantes e consumidores usem máscaras. Ressalto ainda que feirantes e consumidores com mais de 60 anos não podem frequentar a feiras. A ordem é ficar em ficar em casa”.

Fonte: PMV

Últimas notícias

Palestra aborda tendências inovadoras para o turismo das montanhas capixabas

A pandemia trouxe diversas mudanças no comportamento do consumidor e todos os setores ...

Laboratório de leite do Idaf recebe credenciamento oficial

Após anos de trabalho e dedicação, o Laboratório de Análise da Qualidade do ...

Apenas três municípios do Espírito Santo estão em risco amarelo no Mapa Covid-19

O Governo do Estado anunciou, ontem (18), o 23º Mapa de Risco Covid-19, ...

Demanda de frete rodoviário no agronegócio tem incremento de mais de 10%

Segundo o Índice de Fretes e Pedágios Repom (IFPR), a demanda por frete ...

Preço do arroz deve permanecer entre R$ 5 e R$ 7 até março do ano que vem

Um dos alimentos mais consumidos na mesa dos brasileiros sofreu um aumento de ...