#09 PODCAST: Produtores rurais podem ser prejudicados se Brasil não ratificar Protocolo de Nagoya

A ratificação do Protocolo de Nagoya, em análise no Senado por meio do PDL 324/2020, pode evitar que o setor produtivo brasileiro seja prejudicado pelas políticas de uso e compartilhamento do patrimônio genético mundial. A avaliação de especialistas é que a não adesão ao acordo já ratificado por 126 países pode mantar o Brasil alheio a discussões internacionais e sem possibilidade de defender seus interesses.

Uma das principais discussões que interessa ao agronegócio é que o Brasil negocie na CDB, a partir das regras já definidas em Nagoya, a não taxação sobre produtos considerados essenciais para a alimentação. Isso porque o tratado internacional define que os lucros de produção e a venda de produtos elaborados com recursos genéticos serão obrigatoriamente compartilhados com o país de origem, por meio do pagamento de royalties, estabelecimento de parcerias, transferência de tecnologias ou capacitação.

Últimas notícias

Preço do leite ao produtor sobe, mas custos de produção reduzem margens

O preço do leite recebido pelo produtor manteve a tendência de alta no ...

Estimativa de safra de café é reduzida pela Conab e próxima colheita preocupa

Foto: Julio Huber O país deverá produzir aproximadamente 46,9 milhões de sacas de ...

Deflagrada nova edição da Operação Mata Atlântica em Pé

Teve início ontem (20), a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada ao ...

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...