Startup lança aplicativo para gerenciamento do plantio

A operação de plantio demanda um planejamento de todas as
etapas para que, ao final, se atinja o objetivo desejado que é obter mais
plantas por hectare e, consequentemente, mais retorno do investimento
realizado. Cada planta a menos na linha é uma “quebra” na produção
que ao final representa redução no lucro daquela lavoura. E com os
preços que estão sendo pagos hoje pela soja, por exemplo, não dá para
desperdiçar.

E além do planejamento, demanda também um controle de todo o
processo, com análise dos relatórios diários sobre o que aconteceu no
momento do plantio, quais as inconformidades, os problemas
encontrados, a fim de que a correção seja feita rapidamente, evitando
maiores perdas nos dias posteriores.

Conforme descreve o diretor técnico da Geração Agro, startup
especializada em gestão de plantio, Paulo César Ferreira, há cerca de
seis anos, quando a digitalização ainda não tinha chegado ao campo, o
processo de fazer relatório de análise do plantio e a devolução para o
gestor a fim de que pudesse fazer as correções necessárias era todo
manual. Isto demandava horas de trabalho para preencher planilhas no
computador e gerar os gráficos.

A chegada dos smartphones possibilitou instalar os softwares de
gestão neste equipamento e o gestor poder preencher as informações
sobre a operação que está sendo realizada já ao término dela e enviá-las
para o escritório ou outras pessoas que estão ligadas ao operacional,
logo que ele se conecta a um sinal 3G. “Esta é a essência do aplicativo
que estamos lançando e implementando junto aos nossos clientes”,
afirma Paulo Cesar. O GA Plus foi desenvolvido ao longo deste tempo,
testado em várias versões até chegar no modelo atual, complementa o
diretor técnico.

Em sua primeira versão, o aplicativo continha a metodologia
referente à Certificação de Plantadeiras, que é o método de análise fina
da máquina, onde 31 elementos são verificados por linha de plantio. Hoje
o GA Plus é capaz também de fazer recomendações e guiar o check
geral diário durante a operação. “Fomos colocando nele todo o conceitual
agronômico desenvolvido pela empresa ao longo de anos, graças a uma programação com recursos tecnológicos e sem perder a interface
amigável para o usuário”, explica Paulo César. Ele complementa dizendo
que o aplicativo foi desenvolvido para melhorar o serviço dos gestores
que já tenham sido treinados pela startup na metodologia de
Gestão do Plantio desenvolvida pela Consultoria.

O próprio aplicativo oferece um roteiro para o preenchimento dos
dados em função do tipo de plantadeira, primeiro input requerido.
Para ilustrar, no caso da Certificação de Plantadeiras, o relatório traz
logo de início uma estimativa do potencial impacto na produtividade
esperada, assim como seu impacto financeiro caso as inconformidades
não sejam corrigidas. “Reagimos mais rapidamente quando temos a
dimensão do prejuízo”, finaliza o agrônomo.

Fonte: Agropress Marketing e Comunicação

Últimas notícias

Menor oferta mundial de café impulsiona valores futuros

Os contratos futuros do café arábica tiveram desempenho positivo nesta semana, voltando a ...

Doze municípios do Espírito Santo passam para risco baixo de contaminação da Covid-19

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (07), o 54º Mapa de Risco ...

Seminário discute déficit de armazenagem para grãos e aponta soluções emergenciais

A constatação da necessidade de aumentar o espaço para armazenar grãos nas principais ...

Conquistas no campo são alcançadas com o auxílio da Contribuição Sindical Rural

A Contribuição Sindical Rural (CSR) fortalece a categoria rural, e, é através dela ...

Ceasa-ES inicia coleta de culturas de produtos do mercado para análise

Ação vem sendo realizada em parceria com o MPES e a Vigilância Sanitária ...