Acordo atualiza protocolo Algodão Brasileiro Responsável (ABR)

A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) renovou sua parceria com a Better Cotton Initiative (BCI). As duas entidades atuam em benchmark desde 2013, atestando a sustentabilidade da cotonicultura brasileira. O Brasil é o maior fornecedor de algodão Better Cotton do mundo, com 38% do mercado global.

O realinhamento dos protocolos do programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR) e do BCI foi feito para incorporar novas iniciativas de sustentabilidade global, relacionadas a manejo integrado de pragas e doenças, saúde do solo e boas práticas socioeconômicas e de agricultura sustentável. A atualização será feita a cada cinco anos.

A nova fase do acordo foi celebrada em reunião virtual realizada na última sexta-feira (23), com a presença do CEO da BCI, Alan MacClay, e de toda a diretoria da mais reconhecida instituição de acreditação de fibra de origem sustentável do mundo. Com sede na Suíça, a organização não-governamental reúne em seu conselho de administração grandes marcas como Nike, Adidas, Ralph Lauren, Levis, H&M, entre outras.

“O BCI é um projeto estratégico, que posicionou o nosso algodão no mundo e tem respondido a muitas dúvidas do consumidor com relação à forma de produzir no Brasil. Somos grandes aliados”, avaliou o diretor-executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero.   Destacou, ainda, o empenho da associação na regulamentação e implantação de biofábricas e no estímulo à produção on farm de bioinsumos no País. 

Portocarrero aproveitou a oportunidade para falar sobre o projeto brasileiro de quantificar o sequestro de carbono na produção de algodão, para comercializar créditos com empresas do mundo todo. “É o grande passo que vamos dar nos próximos anos. Será uma garantia a mais de sustentabilidade e uma fonte de renda para os cotonicultores”, ressaltou.

Alan MacClay demonstrou entusiasmo com as iniciativas brasileiras. “Tudo isso é muito animador, há um alinhamento perfeito de nossas estratégias”, afirmou o CEO da BCI. “É interessante ver ações, além do nosso acordo. Temos que ser uma comunidade de aprendizagem”, destacou. Esse é justamente o objetivo do primeiro Simpósio das Grandes Fazendas da BCI, que acontecerá no dia 11 de agosto e reunirá palestrantes brasileiros e internacionais para troca de ideias e experiências sobre a cultura do algodão. O evento, virtual, é gratuito e terá tradução simultânea. Para se inscrever, acesse

https://survey.alchemer.eu/s3/90354164/BCI-Large-Farm-Symposium-Registration?snc=1626094003_60ec39b3a643b2.50003279&sg_navigate=start&sglocale=pt-br

Fonte: Abrapa

Últimas notícias

Valor da contribuição mensal do MEI vai aumentar em fevereiro

Os microempreendedores individuais devem ficar atentos ao reajuste na contribuição mensal, que passa ...

Impacto ambiental urbano pode ser maior que do agro

O Brasil teve um ano de destaque no direito ambiental e terá que ...

Produção de café deve atingir 55,7 milhões de sacas na safra de 2022

Os produtores de café deverão colher a terceira maior safra do grão neste ...

Produtores celebram colheita e resultados da primeira safra de Uvas em Guarapari

Sandra Butke, em suas parreiras no início da produção. Para diversos produtores rurais ...

Ceasa-ES orienta produtores sobre armazenamento adequado de alimentos

A ação, que teve início na última quinta-feira (13) e tem previsão de ...