Agroindústrias de Anchieta passam a ser obrigadas a obter selo de inspeção

Julio Huber

O município de Anchieta começou a legalizar as pequenas agroindústrias. A partir de agora, só poderão oferecer seus produtos a comércios da cidade quem tiver um selo de inspeção. Apesar de estar em atividade há vários anos em diversos municípios capixabas, em Anchieta ainda não estava instituído o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), único meio que garante que os produtos de origem animal estão inspecionados e podem ser comercializados em todo o território municipal.

A primeira agroindústria a obter o SIM foi uma fábrica de queijos que fica na comunidade de Simpatia, no interior do município. A queijaria recebeu a certificação após cumprir todas as exigências sanitárias. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Agricultura, todos os produtos de origem animal comercializados no âmbito municipal deverão ter certificação de inspeção sanitária no rótulo.

Algumas agroindústrias instaladas no município já possuíam certificados estadual e federal para a produção. Mas, com a criação do SIM, os pequenos produtores terão mais facilidades de se legalizarem. Dessa forma, apenas os produtos com o selo municipal poderão ser vendidos no município, ou aqueles que possuem certificados estadual ou federal.

Para o secretário Geovani Merigueti, o SIM veio para agregar valor aos produtos. “O SIM emite certificado de qualidade às empresas e empreendedores que se adequaram às exigências sanitárias vigentes nas legislações específicas, e que também possuem qualidade e higiene em seu processo de produção”, explica.

Ainda de acordo com a Prefeitura, desde 2018 o município vem implantando o SIM e acompanhando os empreendimentos que solicitaram o certificado. Cabe ao município orientar e solicitar as adequações para emitir o certificado. Já há outros pedidos de obtenção do selo em andamento.

A agroindústria de Solange Miranda foi a primeira a obter o SIM

A proprietária da agroindústria de queijos, Solange Miranda, destacou a importância de obter a certificação e comprovar a qualidade do produto. “Nossa família sempre trabalhou com leite. Em 2018 começamos a produzir queijos em casa e vender na comunidade. Com a aceitação e procura maior pelo produto, resolvemos legalizar a produção dos queijos para vendermos no município. Montamos a agroindústria e com a ajuda da Secretaria Municipal de Agricultura, nos adequamos às exigências do SIM. Hoje nossos produtos são vendidos na feira da agricultura, aos sábados, e abastecemos outros comércios de Anchieta”, explicou Miranda.

Um médico veterinário, um agrônomo, uma auxiliar de inspeção e uma auxiliar administrativo estão disponíveis para tirar dúvidas dos empreendedores e empresários e ajudar no processo de adequação. O produto que tiver a certificação do SIM no rótulo, segundo os técnicos, está com a qualidade atestada e dentro das normas sanitárias. “O consumidor dará preferência ao produto inspecionado e certificado pelo SIM, pois terá a garantia da qualidade sanitária”, confirma o coordenador serviço, o Agrônomo Válber Salarini.

De acordo com a assessoria da Prefeitura, todos os produtos de origem animal, comestíveis e não comestíveis, adicionados ou não de produtos vegetais, preparados, transformados, manipulados, recebidos, acondicionados, depositados e em trânsito no município, devem ter sua qualidade atestada por um serviço oficial de inspeção sanitária.

Informações sobre o SIM: (28) 3536-2378

Agroindústria de queijo em Simpatia: A família recebe visitantes na agroindústria e também aceita encomendas. Que quiser conhecer a produção de queijos preparados pela família pode agendar a visita. Para chegar a agroindústria é só acessar a entrada da comunidade de Simpatia, que fica às margens da BR-101 Sul. O telefone é: (28) 99913-9228.

Com informações: ASCOM/PMA

Últimas notícias

Preço do leite ao produtor sobe, mas custos de produção reduzem margens

O preço do leite recebido pelo produtor manteve a tendência de alta no ...

Estimativa de safra de café é reduzida pela Conab e próxima colheita preocupa

Foto: Julio Huber O país deverá produzir aproximadamente 46,9 milhões de sacas de ...

Deflagrada nova edição da Operação Mata Atlântica em Pé

Teve início ontem (20), a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada ao ...

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...