Alerta para possíveis impactos do frio e da geada na agricultura brasileira

Com a chegada da onda de frio dessa semana no Brasil, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) chama a atenção para os produtores das culturas agrícolas que poderão ser prejudicadas pela geada, prevista em diversos municípios brasileiros.

A geada é um fenômeno causado pela ocorrência de baixas temperaturas e seu efeito nas plantas varia de acordo com a espécie, a sua tolerância ao frio e a fase fenológica que ela se encontra. A ocorrência resulta, muitas vezes, em severos prejuízos econômicos, principalmente se ocorrem precoce ou tardiamente.

Com a chegada da onda de frio dessa semana, o INMET reforça o aviso de atenção para as culturas que poderão ser prejudicadas pela geada, conforme já indicado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em seu Boletim Semanal.

A previsão de temperaturas baixas e ocorrência de geadas no centrossul do país poderão impactar os cultivos de milho e feijão segunda safra, que se encontram em fases fenológicas sensíveis, como também alerta a Conab, além das hortaliças e das culturas perenes como o café, cana-de-açúcar e frutas.

Outro fator importante é que a queda de temperatura e a maior intensidade de geada podem ocasionar a ocorrência da temperatura letal, ou seja, uma temperatura que promove danos mais graves e irreversíveis às culturas. Por exemplo, registros de temperaturas nas estações meteorológicas menores que 2°C na fase de florescimento podem comprometer a cultura do milho, enquanto 1°C nesta mesma fase, impacta severamente a cultura do feijão (o feijão é afetado por temperaturas mais altas que essa).

Na cultura do café, por ser uma cultura pouco tolerante ao frio, a ocorrência de temperaturas abaixo de 0°C podem provocar danos parciais ou totais à planta. Já para a cultura da banana, temperaturas inferiores a 4°C podem ocasionar danos nas folhas e prejudicar os frutos em formação. A ocorrência e intensidade de geadas podem ser amenizadas a depender do relevo e velocidade do vento.

SEGURO – Com a importância cada vez maior de se acompanhar as mudanças climáticas e seus impactos, além da ocorrência de mais desastres naturais, o INMET trabalhou nos últimos meses seguro paramétrico, o chamado “SIM-INMET”, em que a seguradora, o cliente e o corretor acordam um parâmetro que vai disparar o gatilho de cobertura da apólice do seguro.

Esse parâmetro é ligado a variáveis climáticas, como, por exemplo, excesso ou falta de chuva, ou de vento, ou ainda variações não esperadas em níveis de temperatura, como é o caso da frente fria atual. O contrato de seguro define o período em que o parâmetro precisa ser atingido, a localização de cobertura e as informações climáticas do Instituto. Se, durante o período de vigência da apólice, o parâmetro for atingido, a indenização é feita conforme o contratado.

O INMET também tem apoiado empresas do agronegócio a realizarem uma Análise Gestão de Risco Climático personalizada por meio do sistema de previsão climática do órgão e da escolha de indicadores econômicos/climáticos que reduzem os impactos negativos das mudanças climáticas.

Além dos alertas emitidos pelo INMET, o Sistema de Suporte à Decisão na Agropecuária (SISDAGRO) possui uma ferramenta de previsão de condições favoráveis à formação de geada com antecedência de cinco dias. O Sisdagro pode ser acessado no portal do INMET ou no link: http://sisdagro.inmet.gov.br/sisdagro/app/previsao/geada. Esses produtos criados pelo Instituto permitem que os produtores rurais possam se precaver em momentos como este.

O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

Fonte: INMET

Últimas notícias

Lançamento da Ruraltures será nesta quinta-feira (07) em Venda Nova do Imigrante

Foto: Gabriel Lordello/Mosaico Imagem O Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau promoverá, amanhã ...

Sistema Cantareira opera em estado de alerta

Os últimos dias acenderam um alerta para o nível dos reservatórios que abastecem ...

Jovens agricultores participam de curso sobre formação de lideranças

Um dos pilares da Coordenadora Latino-americana e do Caribe de Pequenos Produtores e ...

Revista Negócio Rural vence prêmio de jornalismo de Pernambuco

O cooperativismo conecta pessoas e também histórias. Que similaridade poderia haver entre as ...

Serenata Italiana será no próximo sábado (09) em Venda Nova do Imigrante

Relembrar os costumes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram em Venda Nova do ...