Apicultores de Viana recebem certificado e equipamentos para aprimoramento da produção de mel

Produtores de mel de Viana receberam, na manhã desta terça-feira (5), o certificado de capacitação dos cursos de boas práticas e novos equipamentos que possibilitam o fortalecimento da cadeia de produção no município. A cerimônia ocorreu na Casa do Mel Adolfo Bügger, localizada na Fazenda Experimental Engenheiro Agrônomo Reginaldo Conde, em Jucuruaba.

Com objetivo de aprimorar ainda mais a apicultura no município, foram adquiridos um homogeneizador para produzir compostos à base de mel, como romã e eucalipto, e um tanque envasador de extrato de própolis. Os investimentos são de cerca de R$ 10 mil, em recursos provenientes da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Semtrades). O intuito é proporcionar a venda de mais produtos para todo o estado, a serem disponibilizados em estabelecimentos comerciais, farmácias e supermercados.

O vice-prefeito Fábio Dias destacou o trabalho dos produtores e relatou uma ocasião, em que esteve em um evento na China, quando o município recebeu o interesse de compra de mel por um laboratório asiático. “Os apicultores estão de parabéns, cuidam muito bem da Casa do Mel. É gratificante ver este zelo, como se fosse a própria casa. Lembro que certa vez, em uma visita à China, um laboratório chinês teve interesse na compra do nosso mel. Os apicultores podem trabalhar muito, que além do mercado interno, há a possibilidade de inserção a um mercado internacional”, contou o vice-prefeito.

O Presidente da Associação Vianense de Apicultores (Aviapis), Giliard Volkers Barbosa, ressaltou a importância dos equipamentos para os produtores. “Em uma atenção assim, nós, com recurso próprio, não teríamos condições de comprar este maquinário. Hoje nós trabalhamos apenas com mel e esses materiais vêm para fazermos o processamento de outros produtos, que seriam o mel composto de própolis e outras ervas medicinais”, comentou Barbosa.

Esteve presente também o presidente da Federação Estadual de Apicultura, Arno Wieringa. Ele explicou a exigência do treinamento para a formação dos produtores locais, que serve também para a inserção do mel ao mercado. “O mel é um produto animal, que precisa de cuidados. Como os produtores querem levar mel para além do município, há a exigência de uma maior qualificação. Este treinamento ajuda na parte de escoamento de produção. Estes equipamentos facilitam a fabricação de compostos, popularmente conhecidos como xaropes, à base de mel e própolis. Isso garante qualidade de produto, isso é importante para o mercado”, falou Wieringa.  

O produtor Guilherme Wilson Cardoso, de 62 anos, que reside em Jucuruaba e trabalha com a apicultura há, aproximadamente, 25 anos, ressaltou que é fundamental se atualizar às novas tecnologias. “Esses cursos são muito importantes, já fiz vários treinamentos, porque cada vez mais a produção se moderniza. Com esses equipamentos, vamos melhorar a nossa renda”, disse o apicultor. 

Ainda durante a fala, Fábio Dias anunciou que a partir de 2022 os apicultores terão a produção de mel adquirida pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que irá assistir famílias de Viana em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar.

Fonte: Prefeitura Municipal de Viana

Últimas notícias

Valor da contribuição mensal do MEI vai aumentar em fevereiro

Os microempreendedores individuais devem ficar atentos ao reajuste na contribuição mensal, que passa ...

Impacto ambiental urbano pode ser maior que do agro

O Brasil teve um ano de destaque no direito ambiental e terá que ...

Produção de café deve atingir 55,7 milhões de sacas na safra de 2022

Os produtores de café deverão colher a terceira maior safra do grão neste ...

Produtores celebram colheita e resultados da primeira safra de Uvas em Guarapari

Sandra Butke, em suas parreiras no início da produção. Para diversos produtores rurais ...

Ceasa-ES orienta produtores sobre armazenamento adequado de alimentos

A ação, que teve início na última quinta-feira (13) e tem previsão de ...