Caça de animais silvestres no Brasil pode voltar a ser legalizado?

Sempre à espreita, a legalização da caça de animais silvestres no Brasil é o tema do último episódio da temporada 2020 do Mega Animal, o podcast da Proteção Animal Mundial, que está sendo publicado, aqui, pelo Portal da Revista Negócio Rural. Com a participação de especialistas no assunto, entre eles o biólogo e divulgador científico Hugo Fernandes, o episódio aborda temas polêmicos, como a caça de espécies invasoras e o controle de predadores, os projetos de lei que tramitam atualmente e podem favorecer a legalização da caça no Brasil e o esforço da sociedade civil para que isso não aconteça.

“A caça puramente esportiva, desassociada da subsistência, ocorre em todos os estados, em todas as regiões do Brasil. É uma realidade altamente impactante, pois dezenas de milhões de toneladas de biomassa animal são retiradas por ano do Brasil advindas da caça”, afirma Fernandes, citando que segundo a sua tese de doutorado são 525 espécies potencialmente caçadas no Brasil para fins alimentares, com destaque para antas, pacas e tatus.

Já o biólogo e presidente da Mater Natura – Instituto de Estudos Ambientais, Paulo Pizzi, participa do podcast para falar sobre os diversos projetos de lei que tramitam no Brasil nos três níveis – federal, estadual e municipal, que podem possibilitar a volta da caça legal ao Brasil. Desde o conhecido PL da Caça, que tramita no Congresso Nacional, com o objetivo de revogar parte do conteúdo do Código de Proteção à Fauna de 1967, até propostas que abordam o assunto pelo viés do afrouxamento das regras de porte de arma no Brasil e outros que querem levar decisão da licença para caçar ao nível municipal.

“A Proteção Animal Mundial é contra qualquer atividade de caça considerada não essencial. A caça traz um sofrimento intenso aos animais, ela não se resume somente ao momento em que o animal é abatido, mas também é composta por momentos de perseguição e busca que causam um estresse intensivo. Além disso, muitas vezes os animais são feridos e o sofrimento acabe sendo prolongado ainda mais” afirma o gerente da Vida Silvestre da Proteção Animal Mundial, Mauricio Forlani.

Promovido pela Proteção Animal Mundial, organização não-governamental que atua em prol do bem-estar dos animais, o podcast Mega Animal é apresentado pela jornalista Paulina Chamorro e produzido pelo estúdio Compasso Coolab. Ao todo, a série é composta por seis episódios que debatem diferentes formas da mercantilização em escala industrial da vida silvestre, seja para alimentação, medicina tradicional, entretenimento ou acessórios de moda.

Além da crueldade animal, os temas são também discutidos sob a ótica dos riscos da saúde humana, considerando que proibir o comércio legal e combater o comércio ilegal de animais silvestres seria uma fora eficaz de prevenção de novas pandemias.

Fonte: Proteção Animal Mundial

Últimas notícias

Mapa descarta mais de 41 mil garrafas de azeite de oliva adulterado

Análises laboratoriais constataram presença de óleo de soja, corantes e aromatizantes nos produtos ...

Crédito rural transforma vida de agricultores familiares no Estado

Agricultor Rogério Kruger em sua lavoura de inhame em Santa Leopoldina O preparo ...

Cientistas usam drones com câmeras inclinadas para monitorar gado no pasto

Imagens oblíquas  e tecnologias de aprendizado profundo (deep learning), como as redes neurais computacionais, ...

Conab atualiza ferramenta de pesquisa dos preços diários do mercado de hortifrutis

Desde a última quarta-feira (20), ficou mais fácil realizar a pesquisa de dados ...

Nova lei permite a produtor rural requerer recuperação judicial

Entrou em vigor ontem (24), após alguns vetos presidenciais, a Lei 14.112/2020, que ...