Cachaças de Linhares são premiadas em Concurso Mundial de Destilados de Bruxelas

As cachaças Princesa Isabel Carvalho e Princesa Isabel Amburana, fabricadas em Linhares, no norte capixaba, foram premiadas no Concurso Mundial de Destilados de Bruxelas, com o título de “Grande Ouro” e “Ouro”, respectivamente. As cachaças do Alambique Princesa Isabel passaram pelo crivo de 85 jurados internacionais especialistas em destilados.

O proprietário Adão Cellia contou da alegria em receber a notícia da premiação das cachaças que, conforme informado, são orgânicas, livre de agrotóxicos, e a cana, que é a matéria-prima principal, é cuidada, colhida e despalhada à mão, sem queima, e destilada em alambique de cobre, com todo cuidado e boas práticas no processo de fabricação.

“A constância de resultados positivos atesta a idoneidade e a qualidade do nosso produto, resultado de um trabalho de muita paixão pela terra, planejamento, além de conhecimento e investimentos técnicos e científicos. Há 12 anos montamos nosso alambique e, há cinco, colocamos nossas cachaças no mercado. Nessa trajetória, já conquistamos 28 premiações nacionais e internacionais, sendo esta nossa segunda premiação no concurso de Bruxelas e outros títulos conquistados em Berlim, em São Francisco (Estados Unidos) e Londres”, informou Adão.

A “Cachaça Princesa Isabel Carvalho” alcançou mais de 95 pontos de nota, sendo que o máximo é 100, recebendo o título de “Grande Ouro”. Já a “Cachaça Princesa Isabel Amburana” atingiu entre 90 e 95 pontos, e foi classificada como “Ouro”.

O secretário municipal de Agricultura, Franco Fiorot, parabenizou o Alambique Princesa Isabel pela premiação. “Esses títulos conquistados mostram o reconhecimento do trabalho que vem desenvolvendo pelo Alambique Princesa Isabel que aposta no empreendedorismo, na inovação e em destilados de qualidade. Ficou feliz em saber que o Adão tem levado o nome de Linhares Brasil e mundo afora, com um produto originalmente de Linhares”, ressaltou o secretário.

Por mês, entre 4 e 5 mil garrafas, incluindo todos os rótulos fabricados, são comercializados pelo Alambique Princesa Isabel. Atualmente, os estados de São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e o Espírito Santo são os maiores compradores. Ainda em novembro, 7,5 mil garrafas serão exportadas aos Estados Unidos, mas os destilados já alcançaram, além dos EUA, o mercado alemão.

O Alambique Princesa Isabel fica localizado às margens do Rio Doce, com entrada pelo distrito de Bebedouro.

Fonte: Prefeitura Municipal de Linhares

Últimas notícias

Incaper lança revista sobre Indicações Geográficas e Certificação na Agropecuária Capixaba

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) lançou a ...

Açúcar: demanda fraca pressiona cotação do cristal

Os preços do açúcar cristal recuaram no mercado paulista, enquanto as negociações estiveram ...

Brasil bate recorde histórico em exportação de frutas em 2021

A demanda internacional aquecida, o clima favorável para a produtividade, a qualidade dos ...

Café solúvel quebra de recordes em 2021 e exporta para 98 países

Em mais um ano marcado pelo agravamento da pandemia mundial da Covid-19, que ...

Produtores rurais afetados pela alta temperatura e estiagem recebem orientação em SP

A Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP) está ...