Cafés mineiros dominam maior concurso de qualidade de café do mundo

Foto: Julio Huber

Dez amostras de café do Cerrado Mineiro foram classificadas para a segunda etapa

Das 100 amostras classificadas para a fase nacional do Cup of Excellence – Brazil 2020, principal concurso de qualidade do mundo para cafés especiais, 79 são de regiões cafeeiras de Minas Gerais. Ao todo, foram 655 lotes inscritos para o concurso.  

As análises foram concluídas na última terça-feira (15), quando foram selecionadas as 100 amostras para a segunda etapa da competição, que é realizada pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).

Nos últimos anos, a organização vem elevando o nível de análise dos cafés especiais do Brasil, com o objetivo de garimpar os melhores grãos de cada safra e demonstrá-los ao mundo. “Nossos produtores apresentam suas histórias e entregam cafés excepcionais aos consumidores. Na pré-seleção deste ano, por exemplo, a nota média dos lotes classificados para a Fase Nacional foi 87,63 pontos na escala de zero a 100 do Cup of Excellence. Além disso, do total de amostras que recebemos, 628 foram classificadas acima de 86 pontos”, destaca Vanusia Nogueira, diretora da BSCA.

Os cafés especiais qualificados para a Fase Nacional representam 11 regiões produtoras do país, com destaque para a Denominação de Origem Mantiqueira de Minas, que terá 30 amostras na segunda etapa do concurso. Na sequência, vêm Matas de Minas e Sul de Minas, com 14 lotes cada; Chapada Diamantina (BA), com 13; Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, com 10; Campo das Vertentes (MG), com seis; Montanhas do Espírito Santo, com cinco; região da Alta Mogiana, em Minas Gerais, com três; e Indicação de Procedência da Alta Mogiana (SP), com um. As regiões de Média Mogiana (SP) e Caparaó (MG) terão duas amostras cada.

Essas 100 amostras serão reavaliadas entre os dias 3 e 5 de outubro, no Hotel Fênix, em Varginha (MG), em um espaço que permitirá o recebimento de mais juízes e juízas na Fase Nacional, uma vez que a flexibilização permite a vinda de novos profissionais. Os 35 cafés melhores colocados, que obtiverem nota igual ou superior a 87 pontos, serão classificados para a Fase Internacional, quando concorrerão aos 25 postos de vencedores do Cup of Excellence – Brazil 2020, consagrando-se como os melhores cafés especiais brasileiros da safra atual.

“Na Fase Nacional, manteremos o rígido protocolo de prevenção à Covid-19 que foi empregado na pré-seleção, com todos os juízes se higienizando e mantendo o distanciamento recomendado pelas organizações de saúde. Na etapa internacional, também como medida preventiva, não teremos deslocamento dos juízes para o Brasil. Os lotes que se classificarem serão enviados pela BSCA a grupos de especialistas em importantes países compradores, como Japão, Austrália, Noruega, Estados Unidos, China, Inglaterra, Coreia do Sul, além do próprio Brasil, que farão a análise final, elegendo nossos campeões”, conclui Vanusia.

As amostras que forem eleitas vencedoras do Cup of Excellence – Brazil 2020 ganham o direito de participar de um disputado leilão internacional, via internet. Já os cafés que obtiverem nota entre 86 pontos até o 25º ganhador, serão considerados “Vencedores Nacionais” da competição e também estarão à disposição para aquisição em uma plataforma de venda na internet.

O Cup of Excellence é o principal concurso de qualidade para cafés especiais do mundo e nasceu no Brasil, em 1999. Atualmente, por meio da parceria entre BSCA e ACE, a competição é realizada em diversos países, ampliando a procura pelos melhores grãos colhidos em cada safra para que sejam comercializados através de leilão internacional. Os preços alcançados nesses pregões vão muito além do mercado convencional, como o campeão do certame brasileiro em 2018, que obteve o maior valor pago por uma saca (60 kg) de café no país: R$ 73 mil.

BRAZIL. THE COFFEE NATION

O “Cup of Excellence –2020” integra as ações do projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation”, desenvolvido pela BSCA e pela Apex-Brasil com foco na promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o país como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas.

O projeto visa, ainda, expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones: (35) 3212-4705 / 99824-9845 / 99879-8943 ou do e-mail: [email protected]

Fonte: BSCA

Últimas notícias

Palestra aborda tendências inovadoras para o turismo das montanhas capixabas

A pandemia trouxe diversas mudanças no comportamento do consumidor e todos os setores ...

Laboratório de leite do Idaf recebe credenciamento oficial

Após anos de trabalho e dedicação, o Laboratório de Análise da Qualidade do ...

Apenas três municípios do Espírito Santo estão em risco amarelo no Mapa Covid-19

O Governo do Estado anunciou, ontem (18), o 23º Mapa de Risco Covid-19, ...

Demanda de frete rodoviário no agronegócio tem incremento de mais de 10%

Segundo o Índice de Fretes e Pedágios Repom (IFPR), a demanda por frete ...

Preço do arroz deve permanecer entre R$ 5 e R$ 7 até março do ano que vem

Um dos alimentos mais consumidos na mesa dos brasileiros sofreu um aumento de ...