Castelo e Vargem Alta ganham novas escolas técnicas estaduais

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento (Sectides), anunciou, nesta sexta-feira (07), a criação de duas novas escolas técnicas estaduais: Emílio Nemer, em Castelo, e de Vargem Alta, no município de mesmo nome. O início das atividades das novas escolas está previsto para o segundo semestre de 2022. Com o anúncio, o Governo amplia a Rede de Escolas Técnicas Estaduais (Redetec). As novas escolas técnicas foram instituídas pelas portarias nº 125-R/2021 e a de nº 126-R/2021.

A iniciativa visa ampliar a oferta de vagas voltadas à formação profissional, nos municípios do interior, estimulando o desenvolvimento regional equilibrado e fomentando o empreendedorismo. O anúncio representa a criação das primeiras escolas técnicas estaduais da região Sul do Espírito Santo. Atualmente, as regiões Metropolitana e Norte já possuem escolas técnicas do Governo do Estado: a Vasco Coutinho, em Vila Velha, e a Talmo Luiz Silva, em João Neiva.

“Essa é uma notícia muito boa. São duas novas escolas técnicas estaduais, que vão se agregar a toda estrutura de formação profissional que estamos montando no Espírito Santo. Somos o Estado que mais investiu em educação e infraestrutura no ano passado, além de ser o terceiro que mais investiu em inovação. Essas áreas seguem entre as nossas prioridades. Tudo isso para que os capixabas tenham mais acesso à formação e, consequentemente, ao mundo de oportunidades”, afirmou o governador Renato Casagrande.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, explica que a criação das duas novas escolas técnicas estaduais foi defendida como prioridade pelo governador que, desde 2013, tem a meta de ampliar a oferta de educação profissional no interior do Estado e hoje se consolida dentro da política de educação do Governo.

“A meta foi proposta pelo governador Renato Casagrande e agora ela se concretiza. Os processos dos cursos foram encaminhados para o Conselho Estadual de Educação, em cumprimento à legislação. No segundo semestre deste ano, já temos a expectativa de realizar o processo seletivo e anunciar o início das aulas nas novas escolas técnicas. O acesso à formação profissional será realidade para muitos capixabas. O que era um sonho se tornará realidade em breve”, garante Hoffmann.

De acordo com o secretário, além da microrregião em que estão localizadas essas novas unidades (Central Sul), as escolas técnicas vão contemplar todo o entorno do município (microrregiões Litoral Sul, Caparaó, Sudoeste Serrana). “Será possível evitar a saída dos estudantes para os grandes Centros e com isso, a intenção é contribuir com o crescimento da região”, completou.

Em Vargem Alta, a escola técnica estadual funcionará no distrito de Jaciguá e, além da oferta de cursos técnicos, a unidade será um polo de ensino para oferta de cursos presenciais do Programa Qualificar ES, com cursos de qualificação profissional. A criação da unidade está regulamentada, de acordo com a Portaria nº 126-R/2021. No local, será oferecido o curso técnico em Cooperativismo, visando atender a demanda de mão de obra em sintonia com a vocação regional.

O curso terá carga horária de 800 horas, no turno diurno, e 900 horas, no turno noturno. A oferta será de 90 vagas com entradas semestrais, com 30 vagas em cada turno (matutino, vespertino e noturno). Para se inscrever é necessário já ter concluído ou estar cursando o último ano do Ensino Médio.

No município de Castelo, a escola técnica Emílio Nemer funcionará no Centro da cidade e as vagas serão destinadas ao curso técnico em Internet das Coisas. A atividade está em alta no mercado em função da informatização de diversos setores da economia. Dessa forma, o curso acompanha as mudanças tecnológicas no mundo do trabalho e contemplará os jovens do município e do entorno. O curso terá carga horária de 1.200 horas. Serão ofertadas 90 vagas com entradas semestrais, com 30 vagas em cada turno (matutino, vespertino e noturno). A criação da unidade está registrada na Portaria nº 125-R/2021, publicada no Diário Oficial.

SELEÇÃO – Para se inscrever é necessário já ter concluído ou estar cursando o último ano do Ensino Médio. A previsão é que o processo seletivo seja realizado em junho e o início das aulas, em julho. As etapas de inscrição e seleção serão on-line, por meio do site: www.selecaoaluno.es.gov.br. O candidato se inscreverá inserindo a média das notas nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática do último ano cursado.

Fonte: Governo do Espírito Santo

Últimas notícias

Valor da contribuição mensal do MEI vai aumentar em fevereiro

Os microempreendedores individuais devem ficar atentos ao reajuste na contribuição mensal, que passa ...

Impacto ambiental urbano pode ser maior que do agro

O Brasil teve um ano de destaque no direito ambiental e terá que ...

Produção de café deve atingir 55,7 milhões de sacas na safra de 2022

Os produtores de café deverão colher a terceira maior safra do grão neste ...

Produtores celebram colheita e resultados da primeira safra de Uvas em Guarapari

Sandra Butke, em suas parreiras no início da produção. Para diversos produtores rurais ...

Ceasa-ES orienta produtores sobre armazenamento adequado de alimentos

A ação, que teve início na última quinta-feira (13) e tem previsão de ...