Confirmada a maior feira de avicultura e suinocultura do Espírito Santo

Fotos: Assessoria de Imprensa/Favesu

A organização da Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba (Favesu) confirmou que a 6ª edição do evento será realizada de 23 a 24 de junho de 2021. E faltando um ano para a realização da feira, a organização já iniciou os primeiros contatos com possíveis parceiros para diversificar a gama de produtos que são tradicionalmente apresentados durante o evento.

Promovida pela Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (Aves) e pela Associação de Suinocultores do Espírito Santo (Ases), a feira será realizada no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, o Polentão, em Venda Nova do Imigrante. Está sendo esperada a participação de dezenas de empresas e organizações que atendem profissionais e produtores dos setores de avicultura e suinocultura do Espírito Santo.

De acordo com o coordenador institucional da 6ª Favesu, Nélio Hand, neste primeiro momento estão sendo realizados contatos com organizações e empresas – principalmente de Estados vizinhos – com o objetivo de apresentar o evento como uma referência regional, além de atender as necessidades das atividades.

Na última edição, 70 expositores participaram da Favesu

“Nosso foco inicial é manter contato com as representações ou produtores desses Estados vizinhos para colocar a estrutura da Favesu à disposição, para ser um local onde também possam buscar novidades quanto ao mercado, tecnologias e serviços, além de atualizações de informações técnicas e relacionamento com outras pessoas dos seus respectivos segmentos. Já iniciamos contatos com representantes da Coosuiponte, na zona da mata mineira, e com representantes da avicultura da região serrana do Rio de Janeiro. A intenção é ir até eles, apresentar o evento aos que ainda não o conhecem e saber como podemos fazer parcerias para que esse público participe da Favesu”, explica.

Novidades na planta do evento

O produtor da feira e diretor da empresa Produshow Eventos, Daniel Menendez, adianta que a organização está planejando algumas modificações para ampliar a planta e, assim, contar com mais empresas expositoras durantes os dois dias da feira.

“Estamos fazendo algumas modificações na planta do evento para torná-la mais abrangente. Já realizamos vistorias técnicas no local onde será realizada a feira e agora estamos trabalhando na reformulação”, destaca Menendez.

Ele também enfatiza que o objetivo de todas essas modificações é manter a prestação de serviço já característica do evento. “A ideia é de ampliar o espaço e aumentar a quantidade de empresas participantes, até porque nós visualizamos esse ponto como uma necessidade que o mercado tem nos pedido e os próprios expositores querem participar mais, devido a feira ser um encontro que realmente dá resultado para todos, além de ser um bom investimento”, ressalta o diretor da Produshow Eventos.

Menendez destaca um dos focos principais da edição de 2021 da feira. “Essa 6ª Favesu é uma edição em que estamos focando bastante na mobilização dos produtores. Queremos ampliar a presença de produtores de outros Estados com uma estratégia que estamos desenvolvendo”, completa o produtor da feira. 

Organização atenta às orientações dos órgãos de saúde

Desde as primeiras informações divulgadas pelos órgãos de saúde sobre a pandemia do cooronavírus (Covid-19), a organização da Favesu voltou sua atenção para todas as orientações e ações de prevenção, já as integrando ao planejamento de execução da feira. É o que conta o coordenador institucional do evento, Nélio Hand.

A qualificação por meio de palestras é um dos focos do evento

“Estamos acompanhando a realidade que está se formando em torno da organização dos eventos. Sabemos que temos um ano ainda pela frente para a 6ª Favesu, mas estamos muito atentos e as adequações que forem necessárias a essa nova realidade que pode vir pela frente. Nós iremos trabalhar para que o evento possa atender o seu objetivo de trazer qualificação e oportunidades de negócios aos setores envolvidos, bem como ser um elo entre expositores e clientes”, ressalta.

Maior ponto de encontro dos setores avícola e suinícola do Espírito Santo, a Favesu é realizada a cada dois anos. Contando com dois dias de programação, o evento promove a interação entre gestores, empresários, técnicos, acadêmicos, fornecedores e demais envolvidos diretamente na cadeia produtiva dos dois setores, além do público consumidor.

Na quinta edição, realizada em 2019, na cidade de Venda Nova do Imigrante, a feira contou com 2.500 participações de pessoas que puderam conferir de perto diversas novidades apresentadas por 70 empresas. Além disso, durante os dois dias de feira, foram promovidas 15 horas de eventos de técnicos e um percentual de 76% de negócios fechados. 

Ao longo dessas cinco edições já realizadas, o evento se tornou um espaço de oportunidades para os dois setores, por meio de palestras técnicas, concursos de qualidades de ovos, espaços científicos, feiras de negócios e os espaços gourmet. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Favesu

Últimas notícias

Contratações de crédito rural entre julho e novembro têm alta de 19%

As contratações das operações de crédito rural da safra 2020/2021 somaram R$ 108,7 ...

Premiação distribui R$ 130 mil para os produtores dos melhores cafés do Espírito Santo

Fotos: Sidney Dalvi e Hélio Filho/Secom Os melhores cafés especiais capixabas foram eleitos ...

Pecuária de leite vive incertezas com o futuro da pandemia

A reunião de conjuntura de novembro do Centro de Inteligência do Leite da ...

Valor de mercado de defensivos aplicados deverá cair 11,8% em 2020

O mercado de defensivos agrícolas deve ter redução de 11,8% no valor em ...

Programa de aprendizagem rural é homenageado pelo Instituto Innovare

Fotos: Junio Nunes O Programa de Aprendizagem Profissional Rural foi homenageado na 17ª ...