Embraer já entregou 1.500 aviões agrícolas Ipanema

Ícone tecnológico da agricultura brasileira com cinco décadas de operação, o avião agrícola Ipanema, da Embraer, chegou à marca de 1.500 unidades entregues. A aeronave, que recebeu uma pintura comemorativa alusiva ao marco histórico e com referências ao agronegócio nacional, foi recebida pela pecuarista Carla de Freitas, proprietária da Agropecuária Bela Vista, com sede em Vilhena, no Estado de Rondônia.

A pecuarista, que também é uma das fundadoras do Núcleo Feminino do Agronegócio (NFA) e integrante do comitê de conteúdo do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, participou da cerimônia de entrega na Unidade da Embraer em Botucatu, interior de São Paulo, onde a aeronave Ipanema EMB 203 é fabricada.

“É uma honra receber o Ipanema número 1.500 de uma empresa genuinamente nacional como a Embraer, que desenvolve tecnologias para melhorar técnicas de produção da agricultura brasileira. A Embraer é uma companhia que demonstra seu compromisso com a agenda tecnológica, agrícola e ambiental do Brasil, com uma aeronave movida 100% a etanol. Além disso, ser uma mulher recebendo a aeronave de uma pilota mulher demonstra o valor e cuidado da empresa com o tema da inclusão de gêneros”, disse Carla de Freitas.

A celebração aconteceu em meio a mais um ano de vendas recordes da aeronave que, nos primeiros cinco meses de 2022, registrou 39 novos pedidos. O volume é 22% maior quando comparado com o mesmo período do ano passado. Somente na Agrishow Ribeirão Preto, realizada no fim de abril, foram vendidas 11 aeronaves do modelo 203, o mais moderno da série. O Ipanema 203 incorpora as mais recentes inovações tecnológicas do segmento e ultrapassa o número de 130 aeronaves em operação no país. A família de aeronaves Ipanema está em sua quinta geração.

A divisão de aviação agrícola da Embraer encerrou o ano de 2021 com 42 aeronaves Ipanema entregues, um aumento de 90% em comparação a 2020. Com os números de vendas nesse início de 2022, a empresa solidifica a posição de liderança do mercado, que encontra no Ipanema a eficiência, produtividade, economicidade e robustez que o transforma em uma ferramenta essencial para o agronegócio do país.

“O Ipanema é um grande aliado do agronegócio brasileiro e tem a confiança dos operadores de todo o país. Diante do desempenho favorável do agronegócio, os clientes têm antecipado a demanda para safras futuras e estamos bastante satisfeitos com os crescentes resultados obtidos e entusiasmados com as projeções para 2023” disse Sany Onofre, head de aviação agrícola da Embraer.

O protagonismo do Ipanema na agricultura moderna combina alta tecnologia e tradição de uma aeronave que evolui continuamente, atendendo aos mais rigorosos requisitos de segurança, e entregando alta produtividade e baixo custo operacional, principalmente quando comparado a outros tipos de pulverizadores.

Movido a etanol desde 2005, o Ipanema se tornou o primeiro avião da Embraer certificado e produzido em série para voar com energia renovável, liderando uma ampla frente de atuação histórica da companhia em pesquisas e utilização de biocombustíveis na aviação. A aeronave é líder de mercado no segmento de pulverização aérea, com 60% de participação nacional.

Fonte: Embraer

Últimas notícias

Lançamento da Ruraltures será nesta quinta-feira (07) em Venda Nova do Imigrante

Foto: Gabriel Lordello/Mosaico Imagem O Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau promoverá, amanhã ...

Sistema Cantareira opera em estado de alerta

Os últimos dias acenderam um alerta para o nível dos reservatórios que abastecem ...

Jovens agricultores participam de curso sobre formação de lideranças

Um dos pilares da Coordenadora Latino-americana e do Caribe de Pequenos Produtores e ...

Revista Negócio Rural vence prêmio de jornalismo de Pernambuco

O cooperativismo conecta pessoas e também histórias. Que similaridade poderia haver entre as ...

Serenata Italiana será no próximo sábado (09) em Venda Nova do Imigrante

Relembrar os costumes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram em Venda Nova do ...