Embrapa Suínos e Aves auxiliará nos testes do Covid-19

A Embrapa Suínos e Aves auxiliará o combate ao coronavírus (Covid-19) no Brasil. Na primeira quinzena de maio, a instituição atuará no diagnóstico de Covid-19 para atender a demanda nos testes rápidos de Concórdia e região do Alto Uruguai Catarinense (AMAUC) em apoio ao Ministério da Saúde e ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC).

A Unidade fará os testes em um dos seus laboratórios do Complexo de Sanidade e Genética Animal, no NB3, de alta biossegurança. A estrutura desse laboratório foi finalizada em 2014 e apoia o desenvolvimento e validação de técnicas de diagnóstico, bem como o isolamento, caracterização, controle e prevenção de microrganismos infecciosos de interesse das cadeias suinícola e avícola.

De acordo com a chefe geral da Unidade, Janice Zanella, todos os critérios e orientações para atendimento dos testes estão sendo feito junto ao Lacen/SC, em conformidade e ciência das estruturas de vigilância sanitária municipal. A primeira etapa já está concluída, que foi a oficialização da estrutura e equipe da Embrapa para atendimento das demandas. A segunda fase é a organização da documentação para atender a critérios estabelecidos por meio de Portaria do Lacen, publicada em 9 de abril. “Já estamos trabalhando nestas adequações, uma vez que nossos laboratórios e equipe têm experiência em diagnósticos de saúde animal”, explicou Janice.

A equipe que atuará nos testes será formada por 15 profissionais, de áreas como virologia, imunologia, genética, bacteriologia, patologia, biologia e de técnicos de laboratório. “Teremos dois profissionais que serão treinados para a realização específica dos testes junto ao Lacen, em Florianópolis, que farão posteriormente o treinamento da equipe em nossa Unidade”, explicou.

COMO VAI FUNCIONAR – O envio dos kits será feito pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), uma unidade da Fundação Oswaldo Cruz (vinculada ao Ministério da Saúde) responsável pelo desenvolvimento tecnológico e pela produção de vacinas, reativos para diagnóstico e biofármacos, para o Lacen. Os demais insumos, bem como EPIs, serão de responsabilidade da Unidade.

“Além dos materiais que temos aqui, arrecadamos insumos junto a parceiros privados, e a Embrapa, através da Diretoria Executiva, está buscando recursos para compra emergencial. Isso irá garantir o atendimento dos diagnósticos”, comentou a chefe geral.

Janice destaca ainda que a Embrapa não será responsável pelas coletas de material e demais encaminhamentos. “As coletas serão feitas pelos profissionais habilitados da rede de saúde, como da secretaria de saúde municipal e do Hospital São Camilo. Após isso, o material segue para a Embrapa fazer os testes e diagnósticos”, explicou.

Assim, a chefe geral reforça que a Embrapa não tem autonomia para testar as pessoas diretamente, pois não haverá nenhuma estrutura ou atendimento na sede da Unidade. Apenas a equipe habilitada para o trabalho com os kits e diagnósticos é que estará no laboratório.

A equipe da Embrapa Suínos e Aves organizou um fluxo, identificando as etapas em que serão realizados os testes, incluindo todos os aspectos de biossegurança. As etapas incluem desde a recepção das amostras clínicas, a preservação em laboratório, extração automatizada e lavagem e esterilização de materiais e equipamentos. O resultado dos testes será enviado ao Lacen/SC que emitirá o laudo oficial.

“A Embrapa sempre esteve à disposição para atuar na pandemia. Desde o início, estamos envolvidos em ações junto ao município de Concórdia e atuando de acordo com os preceitos e orientações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da Coordenação Geral de Laboratórios”, destacou a chefe geral.

COLABORAÇÃO COM A COMUNIDADE – Ainda em março, no dia 24, no início das ações de contenção e isolamento em função da Covid-19, a Embrapa Suínos e Aves fez entregas para o Hospital São Camilo e para a Secretaria Municipal de Saúde de Concórdia de alguns materiais, como máscaras comuns, máscaras PFF2, máscaras N95, calças e aventais TNT, caixas de luvas, álcool e álcool em gel. Tudo em quantidades para atender as primeiras ações.

Outra entrega de material ocorreu para a Polícia Militar, com a doação de álcool 92% e de álcool reciclado, para uso na limpeza das viaturas. Para a equipe do Mapa, que atende no município, também foram entregues caixas de luvas e máscaras.

Fonte: Embrapa Suínos e Aves

Últimas notícias

Prêmio Excelência de Qualidade Realcafé Reserva anuncia os finalistas

O Prêmio Excelência de Qualidade Realcafé Reserva já tem os 20 finalistas da ...

Agrishow anuncia alteração da data de realização na edição 2021

A Agrishow anunciou a alteração da data de sua 27ª edição para os ...

Sócio da Cooabriel conquista primeiro lugar no concurso Coffee Of The Year 2020

No dia 20 de novembro, foi divulgado pela Semana Internacional do Café, os ...

ExpoSul RaízES começa nesta quarta (02)

O Parque de Exposições de Cachoeiro reabre os portões para receber uma edição ...

Seca no Brasil tende a pressionar preços de café arábica

Tradings de café começam a ter ideia da extensão dos problemas climáticos no ...