Estudo confirma benefícios do sulfato de cálcio granulado em lavouras de arroz irrigado

Através de testes foram identificadas melhorias química, física e biológica do solo, decisivas para o desenvolvimento do arroz

Algumas áreas de produção de arroz irrigado na região Sul do estado de Santa Catarina enfrentaram condições de falta de água durante a safra 2019/2020. A estiagem em fases críticas da cultura ocasionou reduções significativas na produtividade.

No entanto, produtores que investiram em produtos que atuam como condicionadores de solo e proporcionam maior crescimento e desenvolvimento do sistema radicular, conseguiram manter e até mesmo aumentar a produtividade da lavoura, mesmo em condição de estresse hídrico.

Uma alternativa eficaz, segundo técnicos, para nutrir e estabilizar os solos no cultivo de arroz irrigado, é o uso adequado de condicionadores de solo, entre eles, o sulfato de cálcio granulado, capaz de promover a melhoria química, física e biológica, que serão significativas para o desenvolvimento de culturas como o arroz.

O produtor de arroz Marcos Cardoso Martins participou do estudo realizado pela SulGesso, no município de Praia Grande (SC). Em sua lavoura, o produtor aplicou um volume total de 5 toneladas do sulfato de cálcio granulado em diferentes áreas e doses, verificando aumentos significativos na produtividade da lavoura. Em uma das áreas onde foi aplicado o produto, as plantas passaram por uma condição de estresse hídrico durante 10 dias, em fase crítica de desenvolvimento da cultura, e não reduziram sua produtividade. Cabe destacar que o produtor obteve um ganho de 10 sacas por hectare quando comparado à área que passou pela mesma condição de estresse hídrico e não foi utilizado o produto.

De acordo com o estudo, a utilização do sulfato de cálcio granulado proporcionou uma maior tolerância das plantas à condição de falta de água e contribuiu para que não ocorressem perdas significativas na produtividade da lavoura. O engenheiro agrônomo e responsável técnico pelas áreas de produção de arroz da família, Marcos Cardoso Martins Jr., relata os resultados observados: “Onde não aplicamos o sulfato de cálcio e faltou água, as plantas começaram a apresentar sintomas de estresse hídrico mais rapidamente, enquanto que, onde foi aplicado o produto, as plantas de arroz se mantiveram verdes por mais tempo e não reduziram a produtividade, mesmo em uma condição de falta de água”, explica o agrônomo.

Os principais fatores a se considerar na aplicação de sulfato de cálcio granulado na cultura do arroz são a quantidade, a época e modo de aplicação, como explica a responsável pelo estudo, Jussara Cristina Stinghen. “A quantidade de sulfato de cálcio a ser aplicada é determinada pelas características do solo, através de uma análise criteriosa realizada em um laboratório de confiança do produtor. A absorção dos nutrientes, de modo geral, é influenciada por diversos fatores. Os técnicos ressaltam que os resultados podem estar atrelados à qualidade do fertilizante, à condição de equilíbrio da solução do solo, aos períodos e às doses adequadas de fertilizante, que devem ser recomendadas por um engenheiro agrônomo”, destaca a especialista.

Fonte: AgroUrbano

Últimas notícias

Edição 2020 da Corrida e Caminhada do Café será virtual

Atletas podem enviar registros de corridas em qualquer lugar para a organização do ...

Clima em setembro preocupa produtores de tomate estaqueado

O plantio do tomate estaqueado, ou tomate de mesa, já foi realizado nas ...

Egípcios exportam alho ao Brasil

Brasil abriu seu mercado de alho para o Egito no ano passado e ...

Biofortificação aumenta em 16 vezes o teor de zinco nas folhas de alface

Aplicação de fertilizante de baixo custo também pode fortalecer a renda do produtor  ...

Acerola é um dos alimentos mais ricos em vitamina C

Fruta pequena de cor vermelha e formato arredondado, a acerola tem um sabor ...