Exportações de carne suína seguem em alta e produção deve ser destinada ao mercado externo

A análise do mercado de carnes está entre as conjunturas divulgadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no novo produto que passou a ser divulgado mensalmente em abril, o AgroConab.

De acordo com o estudo, os preços da carne suína no mercado interno estão em queda nos últimos meses, típico do período atual em que a demanda interna diminui. As exportações continuam bem aquecidas, com a forte demanda chinesa, que aumentou em 40% o volume neste primeiro quadrimestre de 2021, comparado ao mesmo período de 2020. Chile, Argentina e Filipinas também aumentaram expressivamente suas importações, indicando que as vendas para o mercado externo cheguem a 100 mil toneladas no mês.

BOVINO – Segundo o AgroConab, o valor da arroba teve uma valorização de mais de 50% desde abril de 2020, reflexo das incertezas da pandemia, aumento dos custos de produção e menor oferta de animais para o abate. As exportações também já estão 2% acima do volume observado no mesmo período de 2020, sendo a China o maior importador, que aumentou em 22% o quantitativo adquirido. Destaque para EUA e Filipinas, que também aumentaram expressivamente as importações. A suspensão das exportações argentinas pode direcionar parte da demanda chinesa para os frigoríficos brasileiros. 

FRANGO – Mesmo com preços mais atrativos do que a carne bovina, a Conab observa que houve elevação no preço da carne de frango no mercado nacional, principalmente pelo alto nível da demanda e das exportações. A alta nos custos de produção refletiu nas cotações do frango vivo e congelado neste ano. “Quando comparamos o cenário atual com o mesmo período do ano passado, o aumento ao produtor em SP é de 90,83%, mas no atacado paulista, é de 29,73%, o que indica dificuldade de repasse dos aumentos de custo ao longo da cadeia”, explica Allan Silveira, Superintendente de Inteligência e Gestão da Oferta da Conab. “Com o aumento do consumo interno e das exportações, a expectativa é que os alojamentos mensais de pintainhas de corte cresçam em 2021, batendo recordes”. 

O AgroConab traz um balanço mensal das principais culturas e grãos com informações sobre preços internos e externos, quadro de oferta e demanda e perspectivas de curto e médio prazo para as culturas de arroz, feijão, milho, soja e trigo. O AgroConab fornece, também, informações detalhadas da balança comercial, importante ferramenta para acompanhar o abastecimento do mercado interno.

Acesse aqui as edições do AgroConab.

Fonte: Conab

Últimas notícias

Revista Negócio Rural vence prêmio de jornalismo de Pernambuco

O cooperativismo conecta pessoas e também histórias. Que similaridade poderia haver entre as ...

Serenata Italiana será no próximo sábado (09) em Venda Nova do Imigrante

Relembrar os costumes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram em Venda Nova do ...

Expoagro é uma das vitrines para o agronegócio de Mato Grosso

Mato Grosso é destaque internacional quando se trata de agronegócio. E a Capital ...

Colheita de uva é sucesso em Linhares

Ao menos de quatro mil pessoas passaram pelo parreiral de uva do Polo ...

Conheça o vencedor do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré

O ganhador do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré foi conhecido neste ...