Fazenda leiteira melhora gestão e índices de prenhez com sistema de monitoramento

Um dos desafios de quem atua em pecuária leiteira é encontrar mão de obra especializada e capacitada. Na Chácara Sempre Verde, localizada em Castro (PR), não foi diferente. Após a saída do gerente que estava à frente dos trabalhos na propriedade, o proprietário Douwe Groenwold teve que assumir a dianteira e se deparou com uma dificuldade: o ex-funcionário levou seu conhecimento sobre os animais consigo.

“Quando comecei minha leiteria, eu tinha um gerente muito bom e que estava indo muito bem nos trabalhos. Porém, depois de certo tempo ele começou o seu próprio negócio de leite. Então, quando ele saiu, tomei à frente das atividades com a minha esposa e foi quando percebemos que éramos dependentes demais de um único profissional e precisávamos de uma nova estratégia de gerenciamento para obter mais controle sobre o rebanho”, relembra o produtor de leite.

A propriedade foi fundada em 1994 e cresceu rapidamente com o uso de sêmen sexado. Atualmente, a Chácara Sempre Verde possui 690 animais, incluindo 340 vacas em lactação. Com um grande número de animais no rebanho para administrar e a saída do seu principal funcionário, Groenwold decidiu investir no sistema de monitoramento da Allflex, empresa do segmento de inteligência animal, para conseguir fazer uma melhor gestão da sua atividade e, como consequência, também atingiu melhores índices de produtividade.

Entre os benefícios que a tecnologia trouxe para a fazenda, o produtor mensura que a taxa de prenhez em primíparas alcançou o índice de 35% e, nas multíparas, 27%. Além disso, a taxa de detecção de calor dos animais atingiu a marca dos 70%, o que, para ele, facilita nas tomadas de decisão voltadas a oferecer bem-estar ao rebanho.

“Com o sistema de monitoramento, a detecção de cio foi um grande avanço para nós. Nosso controle sanitário também melhorou porque a tecnologia é capaz de me ‘dizer’ quais vacas precisam de mais atenção no dia. Não preciso ficar procurando a vaca no rebanho e fica mais fácil esse tipo de trabalho”, ressalta.

Os primeiros animais receberam os colares de monitoramento em 2015. No ano seguinte, o proprietário estendeu a tecnologia a todo o rebanho, inclusive para as novilhas e animais jovens que são acompanhadas pelos brincos eSense. Atualmente, todo o sistema produtivo da Chácara Sempre Verde tem o sistema da empresa, desde os animais até a sala de ordenha, onde Douwe pode acompanhar qual é o volume de leite produzido por cada animal.

“O aprendizado para usar o sistema de monitoramento foi rápido e fácil. Agora o usamos diariamente para detecção de calor e monitorar a saúde das vacas, por meio da ruminação, bem como dados reprodutivos. Além de verificar os relatórios, recebo alertas no celular e e-mail, que garantem uma resposta rápida caso alguma vaca esteja com índice baixo de saúde. Isso nos permite tomar decisões precisas e nos anteciparmos à ação da doença”, explica.

Usando o Allflex Heatime Pro+, Groenwold também conseguiu detectar, por meio da ruminação, que a dieta do rebanho não estava adequada e reajustá-la antes que tivesse um impacto na produtividade e na saúde do rebanho em razão do alimento fornecido. “É possível saber se a ruminação está adequada ao período e se ela está se recuperando bem. Como o sistema é informatizado, o conhecimento é agora baseado em dados”, reforça.

“Isso significa que a Chácara Sempre Verde não é mais dependente de um único colaborador da equipe e os negócios podem continuar com ou sem a presença exclusiva do funcionário.

Para o futuro, o produtor de leite acredita que a atividade ainda tem muito a crescer no Brasil. “Nosso país é autossuficiente, mas podemos ampliar a produção e exportar, pois ainda tem muito mercado para o leite brasileiro. A tecnologia vem para nos ajudar e enquanto continuamos a expandir o rebanho, os benefícios tecnológicos tornaram-se cada vez mais vitais para alcançar nossos objetivos”, finaliza.

Fonte: Attuale Comunicação

Últimas notícias

Ifes abre inscrições para mestrado em Agroecologia

São ofertadas 12 vagas e o início das aulas está previsto para março ...

Laboratório de aquicultura marinha fortalecerá pesquisas no país

Visão em 3D do projeto do Lapimar Foram reiniciadas, esta semana, as obras ...

Brasil registra 31 defensivos agrícolas genéricos, com quatro produtos biológicos

Com a publicação, 2020 soma 60 produtos de baixo impacto registrados. Esse é ...

ATENÇÃO: chuva forte e rajadas de vento atingem a Grande Vitória e municípios do interior capixaba

A chuva forte prevista pela Coordenação de Meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, ...

Projeto do ES é selecionado em concurso de soluções para restaurar a bacia do rio Doce

Cinco iniciativas de plantio sustentável com fins econômicos foram selecionadas em parceria realizada ...