Fechamento por 14 dias para cidades que atingirem o Risco Extremo para coronavírus

Julio Huber

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, informou que se houver a necessidade de alguns municípios capixabas chegarem à matriz de Risco Extremo de contágio do coronavírus, o fechamento do comércio e a restrição da população de andar nas ruas podem durar, no mínimo, 14 dias, podendo ser prorrogado por até 21 dias.

As regras gerais de cidades do Risco Extremo foram apresentadas pelo coronel Cerqueira, do Corpo de Bombeiros, durante a coletiva de imprensa, comandada pelo governador, realizada no final da tarde de hoje (10). Entre 21 horas e 5 horas, será proibida a circulação de pessoas nas ruas.

Atualmente, 36 municípios capixabas estão classificados como Risco Alto. Desses municípios, segundo o governador, a maioria passaria para Risco Extremo, o que irá acontecer, principalmente, se a ocupação dos leitos de UTI atingir 91% no Estado. Até a noite de hoje, segundo o Painel Covid-19, do governo estadual, a ocupação dos leitos de UTI no Estado estava em 84,59%. Na região Metropolitana, a ocupação dos leitos estava em 87,78% de ocupação.

O coronel Cerqueira explicou como seria o rodízio de circulação das pessoas nas cidades que atingirem o Risco Extremo. “O objetivo é que haja um rodízio para as pessoas saíram de casa. Quem tiver o CPF com o último número par, poderá sair de casa, se for para atividades necessárias, apenas nos dias pares. Quem tiver o CPF que termina em númemro ímpar, poderá sair apenas nos dias ímpares”, explicou o coronel Cerqueira.

Os supermercados também terão que incluir o CPF do consumidor na nota fiscal, para que não haja venda para pessoas nos dias em que ela não poderia estar na rua. Além disso, será proibido o trânsito das pessoas entre os municípios, que será liberado apenas para quem exercer uma atividade essencial.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Rogério Duboc, informou que está sendo desenvolvido, pela Prodest, um sistema em que o profissional que trabalhar em atividades essenciais, nas cidades de Risco Extremo, para que haja uma identificação destes profissionais. O documento poderá ser impresso ou no meio digital. Veja abaixo as medidas para o Risco Extremo.

Últimas notícias

Rastreabilidade do gado atende às exigências do mercado europeu e proporciona maior rentabilidade aos pecuaristas

O mercado internacional de carne bovina está em crescimento. Segundo o USDA, serão ...

Cinco plantas para melhorar a energia do lar

Elas servem para perfumar, embelezar e até mesmo para alimentar. Mas o que ...

Oeste da Bahia vai ampliar cultivo de cereais e pode ajudar autossuficiência do Brasil

A triticultura da região oeste da Bahia pode contribuir na busca por autossuficiência ...

Mundo digital é uma oportunidade de negócios no agro

O agronegócio avançou fortemente em termos de digitalização durante a pandemia do novo ...

Estudantes realizam ação de reflorestamento em Colatina

A atividade foi coordenada pelo Núcleo de Educação Ambiental e Agroecologia Estudantes e ...