Idaf promove monitoramento de doenças em aves de descarte

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) retomou, desde julho deste ano, as ações de monitoramento de doenças em aves de descarte. O trabalho consiste na realização de exames, do tipo PCR, para identificar eventual presença dos vírus de Influenza Aviária ou Doença de Newcastle.

De acordo com o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, as coletas de vigilância ativa fazem parte das ações de monitoramento do plantel avícola do Espírito Santo. “O objetivo é proteger o patrimônio avícola estadual contra a entrada de doenças. Além disso, esse trabalho é pré-requisito para a abertura dos mercados internacionais, como o Chile, para o produto capixaba”, explicou.

Até o momento, foram realizadas 30 coletas, nos municípios de Santa Maria de Jetibá, Domingos Martins, Alfredo Chaves, Venda Nova do Imigrante, Alegre e Marechal Floriano. Todos os resultados foram negativos, confirmando a condição do estado como livre das doenças monitoradas.

APOIO DO SETOR – O trabalho é conduzido pelos médicos-veterinários do Idaf, que se deslocam até as granjas, com agendamento prévio, para proceder a coleta, com a utilização de swabs, que passam na traqueia e na cloaca da ave.

O médico-veterinário do Idaf Leandro Marinho, coordenador do Programa de Sanidade Avícola no órgão, informou que o procedimento é simples e rápido, não atrapalhando a produção da granja, uma vez que são selecionados poucos animais nos lotes mais antigos.

Ele destacou, ainda, que o apoio dos responsáveis técnicos e dos proprietários das granjas é fundamental, sobretudo com o envio de informações sobre o planejamento de descarte das aves de postura, a partir do preenchimento do formulário eletrônico. “Com esses dados, temos condições de coordenar as coletas e estabelecer melhor controle, fatores que são essenciais para comprovar a articulação entre o Idaf e o setor, e, assim, permitir a ampliação de mercado, por exemplo”, pontuou.

O formulário eletrônico pode ser acessado em: https://idaf.es.gov.br/sanidade-avicola. Essas informações também podem ser repassadas diretamente na gerência local do Idaf do município ou por telefone. Confira a lista de contatos no link:  https://idaf.es.gov.br/contatosidaf.

PARCERIA – Por meio de parceria com a Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (Aves), o Instituto recebeu doação de três mil swabs para executar as ações. “A associação tem colaborado fortemente em diversas frentes; esse apoio tem sido fundamental para avançarmos no processo de vigilância do segmento”, disse Marinho.

CONTROLE – A normatização federal define o programa de gestão de risco diferenciado, baseado em vigilância epidemiológica, além de outros métodos de controle, para os estabelecimentos avícolas considerados de maior suscetibilidade à introdução e disseminação de agentes causadores de doenças.

Mesmo ainda não detectada no Brasil, a Influenza Aviária tem abrangência mundial e pode gerar graves consequências à produção avícola estadual, considerando que pode levar a mortalidades acima de 90% do plantel. A doença atinge principalmente as aves, mas o vírus causa doença respiratória grave em humanos, podendo levar a mortes.

A Doença de Newcastle, apesar de ter ocorrência no Brasil, não é registrada no Espírito Santo desde 1996, sobretudo por conta das ações de defesa sanitária e do aumento da biosseguridade promovido pelos produtores, principalmente por meio do registro de granjas. É uma doença altamente contagiosa para as aves, que pode levar a grandes prejuízos, com perda de produção e alta mortalidade.

Fonte: Idaf-ES

Últimas notícias

Revista Negócio Rural vence prêmio de jornalismo de Pernambuco

O cooperativismo conecta pessoas e também histórias. Que similaridade poderia haver entre as ...

Serenata Italiana será no próximo sábado (09) em Venda Nova do Imigrante

Relembrar os costumes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram em Venda Nova do ...

Expoagro é uma das vitrines para o agronegócio de Mato Grosso

Mato Grosso é destaque internacional quando se trata de agronegócio. E a Capital ...

Colheita de uva é sucesso em Linhares

Ao menos de quatro mil pessoas passaram pelo parreiral de uva do Polo ...

Conheça o vencedor do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré

O ganhador do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré foi conhecido neste ...