Jovem cafeicultora é finalista de prêmio internacional

Bruna Carolina da Silva é o nome por trás do “Café Especial da Bruna”, e sua iniciativa de inovação e empreendedorismo da jovem é finalista do Premio a la Innovacíon Juvenil Rural de América Latina y el Caribe na categoria geração de renda. A jovem é filha dos agricultores Sônia e Célio Silva e, com a ajuda deles e da irmã, Maria Betânia Silva, tem investido na produção e comercialização de café de qualidade.

A produção acontece na Comunidade do Baú, em Fervedouro, região das Matas de Minas, onde é feita de maneira artesanal com mão de obra familiar. Ela se orgulha de estar direcionando a produção da família para uma maneira cada vez mais sustentável no seu sistema de produção em termos ambientais, econômicos e sociais, além de muita qualidade.

A produção começou em 2019, após a construção de um terreiro  suspenso. “Todo esse café foi catado por mim com ajuda da minha mãe e minha irmã. Selecionei só os cafés tipo exportação, peneira 16 acima, deixando apenas grãos uniformes e sem defeitos. Depois ele foi torrado, moído e embalado em sacolas com uma válvula para manter a qualidade e sabor do café vendido ao consumidor final. Tudo artesanal do grão à xícara”, detalha.

Todo esse zelo rendeu ao “Café Especial da Bruna” o segundo lugar no Concurso de Qualidade do Café realizado pela Prefeitura de Fervedouro e pela EMATER em 2019, com 82,25 pontos pela escala BSCA de classificação. Para a jovem, “o processo é trabalhoso, mas compensa ver o café de qualidade chegando até as pessoas e a realidade da roça mudando aos poucos”.

VIDEOAULAS – Bruna conta que os desafios de mudar o modo de produção na propriedade foram muitos e a capacitação oferecida pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES com o curso de Sustentabilidade na Produção do Café, realizado pela plataforma de Educação a Distância, “foi essencial para dar o pontapé inicial”. 

Ela também destaca que as vídeoaulas do Somos + Café “têm ajudado muito a garantir a qualidade do trabalho e eu pretendo continuar sempre melhorando, fazendo os cursos do SENAR de Classificação e Degustação e Torra”.

Para a jovem, o foco na qualidade do café é uma oportunidade de valorização do trabalho, aumento dos lucros e um incentivo para a permanência no campo. “Quero continuar aqui na roça, fazer mais com o que temos buscando aperfeiçoamento. O café é a maior renda da minha família e o café de qualidade amplia nosso potencial e me anima a seguir a tradição familiar”.

O reconhecimento do seu produto foi o estímulo para se inscrever e concorrer ao prêmio internacional. “Eu acredito no café, no seu potencial de mudança de vida dos trabalhadores. Espero que outros jovens acreditem, sejam transparentes e honestos em seus trabalhos e alcancem os seus objetivos”.

PRÊMIO – O Premio a la Innovacíon Juvenil Rural de América Latina y el Caribe é uma iniciativa do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), que tem como objetivo identificar, recompensar e disseminar iniciativas inovadoras e sustentáveis realizadas por jovens com idade entre 18 e 35 anos, de países da América Latina e do Caribe.

A divulgação dos vencedores acontecerá este mês, em um evento on-line. No total, serão premiadas 10 iniciativas e os jovens ganhadores terão a oportunidade de participar presencialmente de um programa de imersão, receberão treinamento e mentorias on-line e participarão de viagens de intercâmbio e ampliação para acelerar suas iniciativas.

Fonte: CNA / Senar-MG

Últimas notícias

Preço do leite ao produtor sobe, mas custos de produção reduzem margens

O preço do leite recebido pelo produtor manteve a tendência de alta no ...

Estimativa de safra de café é reduzida pela Conab e próxima colheita preocupa

Foto: Julio Huber O país deverá produzir aproximadamente 46,9 milhões de sacas de ...

Deflagrada nova edição da Operação Mata Atlântica em Pé

Teve início ontem (20), a Operação Mata Atlântica em Pé, iniciativa voltada ao ...

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...