Leilão de produtos agropecuários a terceiros da Conab garante segurança e menor custo

Comprar, vender ou trocar produtos e insumos do setor agropecuário por meio de leilões para terceiros, serviço oferecido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), é mais seguro, tem menor custo e prazo compatível com o mercado. Este serviço está disponível há mais de duas décadas, mas neste ano a Conab entrou mais ativamente no mercado, após a atualização do regulamento para comercialização de produtos para terceiros.

A Conab oferece o serviço de comercialização tanto para o setor público quanto para a iniciativa privada. Há negociação de produtos no âmbito dos órgãos públicos, que fazem acordos de cooperação para execução dos leilões, e para produtores rurais, que podem ofertar seus produtos ou adquirir insumos e produtos por meio do sistema de comercialização eletrônica.

O novo regulamento, aprovado em dezembro de 2019, estabelece que, se uma das partes não cumprir as regras do leilão, incluindo não pagamento da compra e não entrega do produto nas condições estabelecidas, será multada pela Conab no valor de 5% da operação, terá o nome incluído no cadastro de inadimplentes do governo federal e ficará impedida de participar de outros certames promovidos pela Companhia. “Isso é uma garantia para quem compra e para quem vende”, afirma Elias Carvalho de Camargos, gerente de Comercialização de Estoques da Conab.

O sistema de leilões da Companhia é virtual e oferece capilaridade de mercado em todo o território nacional, com capacidade para alavancar as negociações de produtos e insumos do setor agropecuário, levando em consideração a lei da oferta e da procura. O serviço da Conab também não tem custo para lançamento dos editais.

CAFÉ E RAÇÃO – A Conab realizou neste ano leilões para o Ministério da Justiça e para a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), conseguindo êxito nessas operações. No caso da Embrapa, a ação da Companhia resultou em um ganho médio de 52,2% em relação ao inicialmente ofertado pelos lotes de café.

Para o Ministério da Justiça, a Companhia promoveu o leilão de aproximadamente 29,8 toneladas de ração para cães e gatos de diversas marcas. O produto foi apreendido por forças policiais no Acre.

Nos últimos três anos, o sistema eletrônico de comercialização da Conab foi utilizado por terceiros que negociaram cerca de 6,4 mil toneladas de produtos, proporcionado um ganho superior a R$ 411 mil. Foram ofertados produtos como milho, café, soja, trigo e sorgo. No ano passado, o café obteve um ganho médio de 196% de ágio.

Interessados em conhecer os leilões para terceiros podem acessar o regulamento ou entrar em contato com a Gerência de Comercialização de Estoques pelo e-mail: [email protected] ou pelo telefone: (61) 3312.6057 ou ainda procurar a superintendência regional da Companhia no estado.

Fonte: Conab

Últimas notícias

Menor oferta mundial de café impulsiona valores futuros

Os contratos futuros do café arábica tiveram desempenho positivo nesta semana, voltando a ...

Doze municípios do Espírito Santo passam para risco baixo de contaminação da Covid-19

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (07), o 54º Mapa de Risco ...

Seminário discute déficit de armazenagem para grãos e aponta soluções emergenciais

A constatação da necessidade de aumentar o espaço para armazenar grãos nas principais ...

Conquistas no campo são alcançadas com o auxílio da Contribuição Sindical Rural

A Contribuição Sindical Rural (CSR) fortalece a categoria rural, e, é através dela ...

Ceasa-ES inicia coleta de culturas de produtos do mercado para análise

Ação vem sendo realizada em parceria com o MPES e a Vigilância Sanitária ...