Mandioca: moagem na indústria de fécula diminui 37%

Os agricultores que dispõem de lavouras de mandioca com mais de um ciclo, inclusive acima de 24 meses, continuam intensificando a colheita. Segundo colaboradores do Cepea, esta é a matéria-prima que tem suprido a demanda industrial, mas que, em condições normais de mercado, não seria suficiente para atender à necessidade total.

Por conta da baixa procura por derivados, parte da indústria diminuiu ainda mais o ritmo de moagem nos últimos dias, chegando até mesmo a interromper as atividades. Além disso, devido ao feriado na sexta-feira, 10, houve também uma redução de dias trabalhados.

Como resultado, a quantidade de raízes processadas por fecularias recuou 37%, somando 27,8 mil toneladas. Quanto aos preços, entre 6 e 9 de abril, a média nominal a prazo para a tonelada posta fecularia foi de R$ 365,71 (R$ 0,6360 por grama de amido), baixa de 2,5% frente à do período anterior.

Fonte: Cepea

Últimas notícias

Estudantes realizam ação de reflorestamento em Colatina

A atividade foi coordenada pelo Núcleo de Educação Ambiental e Agroecologia Estudantes e ...

Simpósio Nacional de Girassol em formato digital

A Embrapa Soja promove a 23ª Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e ...

Idaf tem trabalho aprovado em Encontro Capixaba de Pesquisa em Educação Ambiental

O encontro é organizado pela Ufes em parceria com o Iema O Instituto ...

Ifes abre inscrições para mestrado em Agroecologia

São ofertadas 12 vagas e o início das aulas está previsto para março ...

Laboratório de aquicultura marinha fortalecerá pesquisas no país

Visão em 3D do projeto do Lapimar Foram reiniciadas, esta semana, as obras ...