Nova tecnologia para o café será apresentada em seminário internacional

Atualmente o café ocupa 1,82 milhão de hectares de terras no Brasil, dos quais a variedade arábica corresponde ao equivalente a 1,43 milhão de hectares e o conilon a 389,19 mil há, que este ano deve resultar na colheita de 55,74 milhões de sacas de 60 kg. Para debater temas norteantes para esse setor tão importante para a economia brasileira, acontece amanhã (11) e na quinta-feira (12), o XXIII Seminário Internacional de Café de Santos, que vai reunir produtores, cooperativas, tradings, indústria e profissionais de vários países, no Guarujá, litoral paulista.

Entre os destaques da edição deste ano está a startup paulista Adroit, que participa pela primeira vez do evento. Segundo Fabio Maeda, sócio e diretor financeiro da empresa, a organização do seminário fez o convite a eles, pois queriam levar aos participantes soluções inovadoras para a cafeicultura.

Continua após o anúncio

“Estamos desenvolvendo um projeto especialmente para o café, um programa com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A solução é direcionada aos produtores e tem como objetivo ajudá-los em toda a fase do ciclo de produção, mas principalmente no momento que ele está colhendo”, adianta.

Ainda segundo o diretor, um dos pilares da tecnologia é o de ajudar o cafeicultor a identificar o ponto ideal de maturação dos frutos, de forma que ele consiga planejar o melhor momento para realizar a sua colheita, otimizando dessa forma o uso de seus recursos como mão de obra ou maquinas, mas mais importante que isso, melhorando a qualidade de seu produto e consequentemente o seu retorno financeiro, uma vez que um café de qualidade possui um grande diferencial de preço em relação a um produto padrão. A proposta é algo semelhante à tecnologia LeafSense, já consolidada em outras culturas como os citros.

Por meio de sensores inteligentes, a ferramenta com inteligência artificial permite realizar um diagnostico mais preciso na fruticultura. A solução também é capaz de trabalhar com diversas variáveis como, por exemplo, mensurar a variabilidade espacial de inúmeros parâmetros. Ela possibilita ainda, por meio de mapas, identificar regiões do talhão com maior e menor produtividade. Assim, é possível identificar possíveis fatores que causam diferenças de produtividade como deficiência de nutrientes, incidência de doenças, falhas no pomar entre outras características importantes da produção.

De acordo com Maeda, o mercado de café ainda não possui muitas tecnologias e startups olhando para este setor. “Por outro lado, quando vemos a relevância que a cafeicultura tem para o agronegócio, em termos de valor de produção, é algo grandioso e expressivo. Por isso queremos aproveitar o Seminário Internacional de Café de Santos para mostrar o potencial que nossa ferramenta tem mesmo ainda em fase de desenvolvimento”, acrescenta.

O SEMINÁRIO – Com o tema “Café. O quanto o Brasil está preparado?”, o seminário reunirá tomadores de decisão para debater inovações e refletir sobre os temas da atualidade, perspectivas e desafios sobre assuntos relevantes ao setor: governança socioambiental, agricultura regenerativa, impacto do clima e desafios de logística.

Todos estes temas importantes e convergentes serão amplamente debatidos e explorados na agenda de palestras do evento. Personalidades importantes do segmento foram convidados para compartilhar ideias e conhecimentos, ajudando a tornar o Seminário em um encontro enriquecedor. As inscrições estão abertas e os ingressos podem ser adquiridos pelo site do evento. Para mais informações: https://www.seminariocafesantos.com.br

Fonte: Rural Press

Últimas notícias

Confirmada: 11ª Feira de Negócios Coocafé será presencial

Um dos principais eventos realizados para o cooperado Coocafé é a Feira de ...

Alunos aprendem, na prática, como vacinar o rebanho

Mais uma ação do projeto “Vai pra Roça” foi realizada em São Gabriel ...

Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Uma novidade foi lançada pela Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab) para os pecuaristas ...

Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz, participará da Feira de Agronegócios da Cooabriel

Indicado ao prêmio Nobel da Paz em 2021, o ex-ministro e professor Alysson ...

Prazo para vacinar animais de 0 a 2 anos contra febre aftosa está acabando

A vacinação de bovinos e bubalinos acontece até o dia 31 de maio ...