Parceria entre Sebrae e Apex-Brasil visa promover as exportações de pequenos negócios brasileiros

O Sebrae e a Apex-Brasil assinam, nesta quarta-feira (10), um acordo de cooperação para ampliar a internacionalização dos pequenos negócios brasileiros. A parceria vai contribuir com a geração de inteligência de mercado para subsidiar ações de promoção comercial com foco nas micro e pequenas empresas; desenvolver ações de sensibilização e difusão da cultura exportadora e promover as Indicações Geográficas brasileiras no exterior, entre outras iniciativas. O acordo será firmado entre os presidentes das duas instituições: Carlos Melles, do Sebrae, e Sergio Segovia, da Apex-Brasil.

Segundo Melles, a expectativa é atender, neste momento, 300 empresas, sendo 100 delas com perfil de exportadoras internacionalizadas até 2021. “Atualmente, das 25 mil empresas do país que exportam, uma a cada três (8,4 mil), são de pequeno porte. Apesar dessa participação significativa, as micro e pequenas empresas exportadoras são responsáveis por apenas 1% dos valores negociados. Nós queremos, com essa parceria com a Apex-Brasil, converter no mínimo 20% dessas empresas participantes do projeto em exportadoras, no prazo de três anos”, comenta o presidente do Sebrae.

“Mais de 14 mil empresas foram apoiadas pela Apex-Brasil em 2020”, ressalta o Presidente da Agência, Sergio Segovia. “Com elas, englobamos 32% da exportação total do Brasil, ou seja, mais de US$ 66 bilhões. Por meio de nossas ações de qualificação e nossa geração de inteligência de mercado, para subsidiar os empresários brasileiros, esperamos ampliar a competitividade das micro e pequenas empresas do país no mercado internacional. Nossa parceria com o Sebrae vai reforçar esse trabalho, por meio da cooperação e do desenvolvimento de ações conjuntas de sensibilização e de difusão da cultura exportadora”.

Um dos pontos altos da parceria será a atenção dedicada às Indicações Geográficas brasileiras. A parceria vai realizar um amplo trabalho de sensibilização, mobilização, preparação, capacitação, consultoria, mentoria e assessoria para internacionalização de empresas e territórios. “Vamos promover as Indicações Geográficas brasileiras no exterior, com um trabalho de posicionamento e valorização de marca desses territórios, identificando potenciais mercados para esses pequenos produtores”, destaca Carlos Melles.

Fonte: Sebrae

Últimas notícias

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...

Campanha pretende estimula consumo do produto no país

Tema foi debatido durante reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite ...

Conab afirma que clima prejudica oferta de hortaliças e frutas no país

Quem procura preços baixos no atacado terá que aguardar mais um pouco até ...

Congresso Brasil-Alemanha de Inovação acolhe também o tema de sustentabilidade

Um dos eventos mais tradicionais do ecossistema brasileiro de inovação e o maior ...