Placas de alertas sobre pragas e doenças salvam lavouras no interior do Espírito Santo

Um projeto inovador para alertar produtores rurais a respeito de pragas e demais condições prejudiciais está salvando lavouras no município de Laranja da Terra, Região Serrana do Espírito Santo. Os avisos são emitidos por meio de placas de alertas, que ficam dispostas em localidades estratégicas do município para auxiliar produtores rurais a tomar decisões assertivas durante o processo produtivo, a fim de atingir altos níveis de produtividade aliados à preservação do meio ambiente.

O principal objetivo é informar o produtor rural sobre a ocorrência e ameaças de pragas e doenças na lavoura que podem trazer prejuízos severos e comprometer a produção. São afixadas placas nos cinco distritos do município de Laranja da Terra e duas em pontos de acesso à cidade. Para reforçar a informação e atingir um maior alcance dos produtores, a divulgação também é feita via redes sociais como Facebook e WhatsApp.

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), junto à Prefeitura de Laranja da Terra e as lojas agropecuárias que atuam no município, criaram um grupo técnico formado por agrônomos, técnicos agrícolas, representantes da iniciativa privada, além de produtores referência em culturas predominantes na região. Para a elaboração dos alertas, o grupo se reúne uma vez ao mês para discussão e planejamento de todos os fatores técnicos, sociais e ambientais.

A identificação tardia de ataque de pragas e doenças na lavoura era um problema para os agricultores, que por muitas vezes, acabam comprometendo grandes percentuais de produção. O grande desafio era comunicar aos agricultores a ocorrência de pragas e doenças em determinado momento, para que ele possa realizar as medidas de controle de maneira mais rápida, segundo Anderson Pilon, extensionista do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) do Incaper de Laranja da Terra.

“Quando a gente conseguia levar as informações e orientações já havia um prejuízo grande e comprometimento à produtividade de lavouras. Com as placas, nós aceleramos esse mecanismo e levamos a informação de maneira mais eficiente e assertiva para um maior controle e eficiência no combate às pragas. Esse trabalho tem dado tão certo que a nossa sugestão é que seja expandido para todo o Estado”, disse.

Em Laranja da Terra, a maioria das propriedades tem mais de uma variedade de cultivo, como afirmou o agricultor Geovane Gering. O cultivo em sua propriedade é variado entre café, banana e inhame, sendo os cuidados diferenciados para cada uma delas. “Nós trabalhamos muito no dia a dia. Na correria não temos muito tempo para olhar a lavoura e tem coisa que passa batido. As placas vieram para informar e alertar para as condições do mês, pragas e vários avisos que diminuem o prejuízo e ajudam a melhorar a produção”.

O secretário municipal de Agricultura de Laranja da Terra, Silvio Fernandes Patrício, evidenciou o auxílio dos profissionais do Incaper para a elaboração dos alertas que reduzem perdas, possibilitam a produção com melhor qualidade e de forma sustentável. “O agricultor passa pela placa, vê o aviso, chega em casa e vai conferir a lavoura. Ele deixa de contabilizar perdas e passa a contabilizar lucros. Trabalhar para favorecer e instruir o agricultor é a nossa missão, nos enche de alegria e satisfação contribuir com essa prática louvável”, ressaltou o secretário.

A experiência foi eleita pelo Centro Regional de Desenvolvimento Rural (CRDR) Central Serrano para exibição no HorizontES em Extensão. O coordenador do CRDR, Galderes Magalhães, enfatizou aos que desejam replicar a experiência para outras localidades do Estado que “as portas estão abertas para ajudar no que for necessário. As ações do Incaper são desenvolvidas para levar o máximo de informações e técnicas aos nossos agricultores. Estamos mostrando um projeto de sucesso que pode servir como exemplo”.

Texto: Andreia Ferreira/Incaper

Últimas notícias

Tema da Semana Internacional do Café 2021 é “retomar, reencontrar, reconectar”

Depois de uma edição 100% digital histórica em 2020, a Semana Internacional do ...

Especialistas irão falar sobre a onda de títulos verdes no Brasil

A nova onda de títulos verdes que se espalha pelo setor do agro ...

Programa de treinamento para mulheres em café é lançado no Espírito Santo

Começou, na última terça-feira (19), o primeiro curso do Programa de Treinamento em ...

Aberta consulta pública para melhorias dos requisitos de identidade e qualidade do presunto

As alterações propostas são aplicáveis ao presunto produzido em estabelecimento com SIF, buscam ...