Produtores de citros comprovam benefícios de fertilizantes minerais

Rica em cálcio e enxofre, solução desenvolvida com matéria-prima do litoral catarinense é sucesso entre produtores de citros

Os produtores de laranja, fruta mais produzida no Brasil, amargaram duas quedas seguidas nas duas safras passadas. Para este ano, a estimativa inicial do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) é para uma nova queda, por causa do clima. Além da geada, a estiagem foi outro grande vilão enfrentado não só nos pomares de laranja, mas de citros de modo geral. 

Ciente desse desafio enfrentado pelo setor, a indústria de insumos agrícolas está investindo, permanentemente, em pesquisas para aprimorar a produção no campo. Uma das soluções que está sendo muito utilizada por produtores de citros vem do litoral catarinense. 

A tecnologia pertence à Linha Impacto, desenvolvida pela SulGesso/MaxiSolo, empresa de Imbituba (SC), líder na industrialização e comercialização de sulfato de cálcio no Sul do Brasil. Lançada neste ano, a solução é um fertilizante mineral, disponível nas versões briquetado e granulado, rico em cálcio e enxofre, nutrientes essenciais para os citros, como destaca o agrônomo Odirlei Raimundo de Oliveira. “Citros é uma planta calcífera, necessita de muito cálcio para a formação do fruto e da casca e, por se tratar de uma cultura perene, se faz necessário o manejo com o sulfato de cálcio, a fim de fornecer cálcio em profundidade e promover o desenvolvimento de novas raízes”. 

O experiente agrônomo, que atua há mais de 10 anos no mercado de citros e com cooperativas no estado do Paraná, relata os benefícios do produto, mas lembra que antes de tudo foi recomendado que os produtores fizessem uma análise de solo. Nas parcelas onde foi identificado baixo nível de cálcio e alto teor de alumínio, foi recomendada a aplicação do fertilizante mineral. “Utilizamos 1kg por planta, pois é muito importante a reposição de nutrientes, especialmente o cálcio. A correção só com o calcário pode levar muito tempo, pois o processo de absorção é demorado e pode levar até 12 meses. Já com o fertilizante essa absorção é quase imediata. Já havia observado bons resultados nas maçãs, então não tive dúvida de recomendar o uso nos citros”, destaca Odirlei. 

Fonte: AgroUrgano

Últimas notícias

Colheita de uva é sucesso em Linhares

Ao menos de quatro mil pessoas passaram pelo parreiral de uva do Polo ...

Conheça o vencedor do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré

O ganhador do 1º Concurso de Café Conilon de Jaguaré foi conhecido neste ...

Marcha Anual de Resistência do Cavalo Crioulo consagra bicampeonato

Foto: Fagner Almeida/Divulgação Foi no lombo do cavalo que 25 competidores escreveram suas ...

Cavalgada convida população para 54ª Expoagro em Cuiabá (MT)

Foto: Marcelo Camargo – Agronews Uma cavalga reuniu dezenas de cavaleiros e amazonas, na ...

Brasil cria 277 mil novas vagas em maio, batendo recorde 

A economia brasileira gerou, em maio de 2022, 277.018 novas vagas de empregos ...