Programa cria capacitação gratuita para criadores de abelhas no Brasil

A Embrapa Meio Ambiente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A.) assinaram um acordo de cooperação técnica para elaboração e distribuição de conteúdo nas áreas de apicultura e meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão).

Por meio da iniciativa conjunta, as instituições ampliam sua contribuição para a profissionalização e o desenvolvimento sustentável das atividades no Brasil. A parceria prevê a elaboração de cursos, minicursos e cartilhas, além de outros materiais instrucionais para acesso gratuito nas plataformas do Senar. Os interessados pelo tema já podem acessar os primeiros cinco vídeos sobre a criação de abelhas sem ferrão, que estão disponíveis no site do Senar.

“O potencial do Brasil com a atividade de criação de abelhas é enorme, seja com a produção de mel e outros subprodutos, seja no consórcio com a agricultura, graças ao serviço de polinização”, explica Ana Lucia Assad, diretora executiva da A.B.E.L.H.A.. “Para subirmos de patamar, a capacitação dos apicultores e agricultores brasileiros é fundamental”, afirma.

Para o assessor técnico da Diretoria de Educação Profissional e Promoção Social do Senar, Vilton Júnior, o acordo permite expandir o acesso das pessoas do meio rural a conteúdos relevantes do tema. “São três instituições de grande relevância para a cadeia produtiva da apicultura e meliponicultura se unem para levar ainda mais conhecimento a um segmento que vem apresentando um crescimento exponencial no Brasil”.

PROFISSIONALIZAÇÃO – O conteúdo elaborado pela parceria também poderá ser utilizado nos trabalhos de campo realizados pelos extensionistas da entidade. A formação profissional vai favorecer a cadeia de produção do setor das abelhas, inserindo o conhecimento gerado pela Ciência no sistema produtivo e estimulando o mercado consumidor.

A conscientização da adoção de boas práticas pelos apicultores e pelos agricultores contribuirá também para o fortalecimento das ações de conservação e uso dos polinizadores, tanto para a produção agrícola quanto para a conservação da biodiversidade.

Para a Embrapa Meio Ambiente, a parceria com o Senar e a A.B.E.L.H.A. contribuirá muito para que o conhecimento científico acumulado ao longo de gerações chegue efetivamente ao campo. “Se as pessoas colocarem em prática o que a ciência já sabe, vamos ver o setor decolar nos próximos anos”, aposta Cristiano Menezes, biólogo da Embrapa Meio Ambiente, membro do comitê científico da A.B.E.L.H.A. e apresentador dos cursos.

Além da plataforma de cursos do Senar, os vídeos educativos sobre apicultura, meliponicultura e polinização agrícola estarão disponíveis em canais digitais da A.B.E.L.H.A. e da Embrapa. Podem ser acessados sem custo por qualquer pessoa nos canais:

Fonte: Abelha.org.br

Últimas notícias

Lançamento da Ruraltures será nesta quinta-feira (07) em Venda Nova do Imigrante

Foto: Gabriel Lordello/Mosaico Imagem O Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau promoverá, amanhã ...

Sistema Cantareira opera em estado de alerta

Os últimos dias acenderam um alerta para o nível dos reservatórios que abastecem ...

Jovens agricultores participam de curso sobre formação de lideranças

Um dos pilares da Coordenadora Latino-americana e do Caribe de Pequenos Produtores e ...

Revista Negócio Rural vence prêmio de jornalismo de Pernambuco

O cooperativismo conecta pessoas e também histórias. Que similaridade poderia haver entre as ...

Serenata Italiana será no próximo sábado (09) em Venda Nova do Imigrante

Relembrar os costumes dos primeiros imigrantes italianos que chegaram em Venda Nova do ...