Promoção de cafés especiais do Brasil em Dubai pode render US$ 23,4 milhões

Ação coordenada pela BSCA levou 19 empresas brasileiras à World of Coffee, que fecharam US$ 2,634 milhões na feira e preveem realizar mais US$ 20,720 milhões nos próximos 12 meses

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e 19 empresas associadas, de membros produtores e exportadores, representaram o Brasil na primeira edição da World of Coffee realizada pela Specialty Coffee Association (SCA), em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.
 
Como ação do projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation”, que a entidade desenvolve em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), o país contou com estande no evento, onde realizou a promoção dos cafés especiais através de sessões de cupping (degustação) e rodadas de negócios. O espaço também recebeu a ilustre visita do Emir de Dubai e primeiro-ministro dos Emirados Árabes, Mohammed bin Rashid Al Maktoum.
 
A atividade coordenada pela BSCA rendeu 660 contatos profissionais com potenciais compradores de todo o Oriente Médio e da Europa presentes no evento, sendo 561 novos.
 
Essa aproximação permitiu a concretização de US$ 2,634 milhões em negócios durante a World of Coffee Dubai e o prognóstico para a realização de mais US$ 20,720 milhões ao longo dos próximos 12 meses, que, se confirmados, podem render US$ 23,354 milhões.
 
De acordo com a diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, o evento é majoritariamente focado em negócios, mas apresentou um cenário futuro promissor no que se refere à evolução do consumo.
 
“Além do grande volume negociado e a comercializar pós-feira, chamou a atenção a presença de muitas crianças, bem pequenininhas, acompanhando os pais, que pediram e beberam café. Esse é o futuro do consumo e tivemos uma indicação muito interessante nos Emirados Árabes”, comenta.
 
BRAZIL. THE COFFEE NATION – O projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation” é desenvolvido pela BSCA e pela ApexBrasil com foco na promoção comercial do produto brasileiro no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos grãos nacionais em todo o mundo e posicionar o país como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas.
 
A vigência do atual projeto se dá até março de 2023 e tem como mercados-alvo: i) Canadá, Estados Unidos, China, Coréia do Sul, Japão, Alemanha, Espanha, Polônia, Reino Unido, Turquia, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita para os cafés crus especiais; e ii) Canadá, China, Emirados Árabes Unidos, Chile, Portugal e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem.
 
O projeto visa, ainda, expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros. As empresas que ainda não fazem parte podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705 / 99824-9845 / 99879-8943 ou do e-mail [email protected].

Fonte: BSCA

Continua após o anúncio

Últimas notícias

Confirmada: 11ª Feira de Negócios Coocafé será presencial

Um dos principais eventos realizados para o cooperado Coocafé é a Feira de ...

Alunos aprendem, na prática, como vacinar o rebanho

Mais uma ação do projeto “Vai pra Roça” foi realizada em São Gabriel ...

Conab lança modalidade de leilão para abastecer pecuaristas

Uma novidade foi lançada pela Companhia Nacional de Abastecimento  (Conab) para os pecuaristas ...

Alysson Paolinelli, indicado ao Nobel da Paz, participará da Feira de Agronegócios da Cooabriel

Indicado ao prêmio Nobel da Paz em 2021, o ex-ministro e professor Alysson ...

Prazo para vacinar animais de 0 a 2 anos contra febre aftosa está acabando

A vacinação de bovinos e bubalinos acontece até o dia 31 de maio ...