Recuperação de nascentes beneficia comunidade rural

Uma parceria firmada entre Emater-MG, prefeitura, Copasa e produtores rurais permitiu a criação de um projeto para driblar a escassez de água que estava ocorrendo na comunidade de Buracão, no município de Igaratinga, região Centro-Oeste de Minas Gerais. O trabalho participativo foi iniciado em 2018 e visa à preservação ambiental, por meio da proteção de nascentes. 

O técnico da Emater-MG, Virgínio Neto, conta que por meio da parceria foi possível a formação do Coletivo Local de Meio Ambiente (Colmeia), cujo objetivo é direcionar e acompanhar as atividades implantadas nas propriedades rurais. De forma bem democrática, as ações foram escolhidas pelos próprios produtores rurais que receberam as benfeitorias, fortalecendo o projeto.

Continua após o anúncio

Entre as atividades estão o cercamento de nascentes, plantios de mudas nativas em áreas de preservação ambiental, construção de terraços e de barraginhas para captação de água da chuva.

O assistente socioambiental da Copasa, Jonathan Ribeiro, explica que a entidade apoiou o projeto por meio do Programa Socioambiental de Proteção e Recuperação Mananciais (Pró-Mananciais), que tem o objetivo de proteger e recuperar as microbacias hidrográficas e as áreas de recarga dos aquíferos. 

Ribeiro relata que este projeto desenvolvido na Comunidade do Buracão tem beneficiado os produtores rurais e também melhorado a qualidade da água que abastece o município. Em meados de 2017, foi assinado um termo de Cooperação Técnica entre a Emater-MG e a Copasa com o objetivo de desenvolver ações de preservação nas sub-bacias hidrográficas do Estado. 

O agente fiscal da prefeitura de Igaratinga, Alexandre de Faria Silva, falou sobre o local escolhido para as ações e cita o motivo do sucesso em apenas dois anos de atividades. “Nós elencamos a microbacia do Ribeirão Mateus e o sucesso da ação se deve à parceria dos agentes transformadores locais”, afirma. 

O pecuarista do sítio Canto da Seriema, Alvimar Oliveira, comemora a melhoria proporcionada pelo projeto. “Eu não tinha água, meu pasto ficava bem seco, e hoje a água mina aqui”.

Segundo o técnico Virgínio Neto, o programa teve mais de 25 propriedades atendidas, mas a meta é ampliar as ações.

O projeto “Sinergia do serviço público – Preservação e recuperação ambiental” conquistou o terceiro lugar no prêmio MelhorInovAção 2020. O autor do projeto é da unidade regional da Emater-MG de Divinópolis: Virgínio Alves Pereira Neto. A iniciativa da Emater-MG tem como objetivo reconhecer e disseminar, interna e externamente, ações e projetos inovadores que tenham obtido resultados relevantes para a Empresa e/ou para os clientes da Emater-MG, tendo ainda como perspectiva a ampliação dos conhecimentos dos colaboradores nas ações de assistência técnica e extensão rural.

Fonte: Emater-MG

Últimas notícias

Até quando vai o frio?

De acordo com a Climatempo, a posição da massa de ar polar ainda ...

Exportações do agronegócio em abril alcançam recorde para o mês

As exportações do agronegócio brasileiro em abril totalizaram US$ 14,86 bilhões, valor recorde ...

Crimes ambientais são flagrados e embargados em Marechal Floriano

Uma nova fase da “Operação Curupira”, que visa coibir crimes ambientais no Espírito ...

Campanha promove alimentos orgânicos em todo o Brasil

A campanha visa estimular o conhecimento e o consumo de produtos orgânicos O ...

História do cooperativismo cafeeiro capixaba é destaque na biblioteca do Incaper

A biblioteca do Incaper serviu como base para revisões bibliográficas, fontes de dados ...