Redução da taxa de juros será principal proposta para o Plano Safra 2020/2021

O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, deputado José Mário Schreiner, e o superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, participaram, nesta sexta (24), de uma conversa ao vivo pelo Instagram para falar das propostas do setor para o Plano Agrícola e Pecuário 2020/2021 e de questões relacionadas ao crédito rural, seguro e taxas de juros. 

Durante a transmissão online, José Mário afirmou que a redução da taxa de juros do crédito rural será o foco das propostas encaminhadas ao Governo Federal. “As taxas praticadas atualmente de 7% a 9% são muito elevadas e fora do contexto de realidade do produtor”. 

De acordo com Bruno Lucchi, um estudo da CNA revela que o juro do produtor para contratação de custeio e comercialização da produção representou, em média, 82% da taxa Selic (taxa básica de juros da economia) no período de 2013 a 2020. “Analisando o último ano safra, esse percentual passou para 156%. Existe uma distorção real entre juros aplicados sobre o setor agropecuário e a taxa Selic”.

SEGURO – Outro ponto destacado foi o seguro rural como garantia de renda mínima. O superintendente disse que é um instrumento fundamental para o produtor nesse momento de vulnerabilidade, em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Para o vice-presidente da CNA, houve grande avanço nas políticas de mitigação de risco nesse governo. “O seguro se torna cada vez mais primordial, pois ele traz estabilidade, segurança e garante renda ao produtor. Esse também será um dos pilares das propostas para o PAP”. 

MP DO AGRO – Em seguida, o assunto discutido foi a Lei 13.986/2020, que aprimora os instrumentos de financiamento privado para o produtor. “Essa lei melhora o ambiente de negócios para atração de investimentos externos. Com isso, vamos conseguir reduzir a concentração bancária, por meio do acesso à equalização da taxa de juros para mais bancos e cooperativas de crédito”, afirmou Lucchi. 

Já o deputado explicou que a lei amplia as possibilidades para o produtor buscar outras fontes de linhas de crédito, além de criar duas novas modalidades de garantia para as operações de crédito, como o Fundo Garantidor Solidário e o patrimônio de afetação, que vai possibilitar ao produtor segmentar a sua propriedade como garantia sem ser necessário fazer o desmembramento prévio dessa área.

VENDA CASADA – Os representantes da CNA também falaram sobre o combate à venda casada na contratação de crédito e outros serviços financeiros. Segundo Schreiner, a prática de venda casada pelos bancos é criminosa e precisa ser combatida por meio de denúncia feita pelos produtores. Para reclamação anônima, a CNA criou uma plataforma de denúncia.

Ações e medidas da Confederação para proteger o produtor durante a crise também foram pontuadas na conversa. O superintendente técnico disse que a Receita Federal atendeu ao pedido da entidade e prorrogou o prazo para lançar o Valor de Terra Nua (VTN) no Sistema de Preços de Terras (Sipat).

A suspensão temporária do Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) cobrado na importação de fertilizantes e defensivos durante o período de pandemia foi outra solicitação ao governo, mas o setor aguarda posicionamento do poder público.

Fonte: CNA

Últimas notícias

Sustentabilidade no agronegócio é tema de webinar

Nesta quarta-feira (23), o Webinar BW TALKS recebe dois especialistas no agronegócio para tratar da ...

Agrofloresta diversifica produção e gera mais renda para a Agricultura Familiar

Sistema permite colheita o ano todo de diferentes culturas alimentares, enquanto produtor aguarda ...

Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha abre inscrições para as provas de velocidade

Haras Raphaela, em Tietê (SP), sediará competições do Quarto de Milha em quatro ...

Brasil exporta primeira carga de melão para China após acordo bilateral

Esta é a primeira fruta fresca brasileira exportada para o mercado chinês A ...

Edição 2020 da Corrida e Caminhada do Café será virtual

Atletas podem enviar registros de corridas em qualquer lugar para a organização do ...