Reportagem da Revista Negócio Rural é eleita a melhor do ano no Prêmio de Jornalismo Cooperativista

Uma reportagem publicada na edição impressa da revista Negócio Rural foi eleita a melhor do ano no Prêmio de Jornalismo Cooperativista Capixaba (PJC), na categoria Jornalismo Impresso. O anúncio dos vencedores da 16ª edição do prêmio foi feito na noite da última sexta-feira (8), em um evento realizado em Vitória.

A reportagem vencedora foi “Bailarinas voadoras usam o cooperativismo para produzir alimentos”, escrita por Julio Huber. O jornalista premiado escreveu sobre a importância das abelhas na produção de alimentos em todo o mundo e mostrou projetos que preservam as pequenas bailarinas voadoras, que utilizam a dança para se comunicarem. A reportagem pode ser lida clicando aqui.

“Estou muito feliz por mais uma vez ter um trabalho reconhecido nesse importante prêmio de jornalismo. É um prazer escrever sobre temas como este, tão importantes para o setor agrícola. O trabalho das cooperativas capixabas são exemplares”, disse Huber.

Julio Huber recebeu o troféu das mãos do presidente da Nater Coop, Denilson Potratz

Nesta edição foram inscritos 98 trabalhos, dos quais 35 foram classificados como finalistas. Assim como nos anos anteriores, o prêmio contou com oito categorias, sendo seis delas técnicas, exclusivas para profissionais da imprensa; uma para estudantes de jornalismo; e outra de voto popular, na qual o público definiu os vencedores. Nesta última foram registrados mais de 19 mil votos.

Sob a liderança do coordenador técnico do prêmio, José Antônio Martinuzzo, os trabalhos foram avaliados por 14 jurados. Cada categoria foi atribuída a uma dupla de jurados, que selecionaram os cinco melhores materiais inscritos, de acordo com critérios como qualidade, mote, ineditismo e valor-notícia. Com essa seleção chegou-se ao número de 35 finalistas.

Este ano foram distribuídos R$ 106,4 mil em prêmios. Os vencedores também levaram para casa um troféu. A nova versão entregue foi assinada por Zota Coelho, inspirada na edição comemorativa de 15 anos do prêmio, também desenvolvida pelo renomado artista capixaba. A figura mitológica do deus Hermes continua sendo o personagem que dá vida à peça.

CULTURA – A cerimônia começou com uma apresentação cultural da Orquestra Jovem Capixaba, um grupo de música composto exclusivamente por jovens, junto a interpretações de poemas realizadas pela jornalista e escritora capixaba Aline Dias. Logo em seguida, os mestres de cerimônia Jace Theodoro e Karen Vieira deram continuidade à noite de celebrações, anunciando os vencedores do 16° PJC.

Carlos André Santo de Oliveira, diretor-executivo do Sistema OCB/ES e um dos idealizadores do prêmio, reconhece a importância e o protagonismo dos candidatos para o sucesso da iniciativa. “Parabéns aos vencedores e finalistas que se destacaram pela qualidade de suas produções jornalísticas, e muito obrigado a todos que inscreveram trabalhos. Esta premiação continua viva graças à participação dos profissionais da imprensa e dos estudantes de jornalismo. Para nós é uma honra contar com essa confiança e engajamento”, agradece.

Demais atores que contribuíram para o êxito de mais esta edição foram enaltecidos pelo presidente do Sistema OCB/ES, Pedro Scarpi Melhorim. “São muitas as pessoas e instituições que ajudam a fazer esse prêmio acontecer. Cooperativas, patrocinadores, jurados, coordenador técnico, equipe organizadora e fornecedores novamente realizaram um trabalho digno de aplausos. De forma muito especial, agradeço as lideranças, cooperados e colaboradores das coops por receberem a imprensa e compartilharem com ela suas histórias e conquistas”, reconhece.

O 16° PJC contou com a correalização da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e o patrocínio da Cesan, Cooabriel, Coocafé, Nater Coop, Serrana, Sicoob ES, Sicredi e Unimed.

PRÊMIO – O Prêmio de Jornalismo Cooperativista Capixaba (PJC) é a maior e mais tradicional premiação da imprensa no Espírito Santo. A iniciativa é promovida desde 2007 pelo Sistema OCB/ES. O objetivo da premiação é reconhecer o papel relevante exercido pela imprensa e a sua capacidade de dar luz a diversos temas pertinentes na sociedade, entre eles o cooperativismo.

Dessa forma, o PJC incentiva que os jornalistas, estudantes de jornalismo e demais profissionais da imprensa tenham um olhar atento para o trabalho desenvolvido pelas cooperativas capixabas e enxerguem histórias relevantes que elas possuem e que merecem ser compartilhadas com o público.

Ao longo das 16 edições já realizadas, o prêmio recebeu mais de 1,4 mil inscrições, premiou 227 trabalhos e distribuiu mais de R$ 1 milhão de reais para os vencedores. A premiação conta com a categoria Voto Popular desde a sua 5ª edição e somente nos três últimos anos já foram computados 61.430 votos.

OUTROS PRÊMIOS – Julio Huber e Bruno Faustino, sócios da revista Negócio Rural, embarcam esta semana para Porto Alegre (RS), onde participarão do Prêmio Sindilat de Jornalismo. Eles são finalistas nas categorias Online e Eletrônico, respectivamente.

Este ano, Julio Huber também venceu a categoria fotojornalismo na etapa estadual do Prêmio Sebrae de Jornalismo. No último dia 24, em Brasília (DF), Huber foi o vencedor nacional do mesmo prêmio.

Faustino também venceu outros dois prêmios este ano. No Prêmio de Jornalismo Cooperativista de Pernambuco ele ficou em primeiro lugar. Já no Prêmio SAE Brasil o jornalista ficou com a segunda colocação.

Fonte: Síntia Ott/OCB/ES

Anúncio

Anúncio

Últimas notícias

Fendt lança combo com trator versátil e versões menores de plantadeira dobrável

Fotos: Divulgação Novidade reúne versatilidade, eficiência operacional e alta precisão A Fendt é ...

Agricultores de Ecoporanga se regularizam para venda direta de produtos orgânicos

Um grupo de agricultores familiares do município de Ecoporanga foi contemplado com a ...

Capacitação para operação de secagem e armazenamento de grãos preza pela segurança dos trabalhadores no Oeste baiano

No Oeste da Bahia, região essencialmente agrícola, a crescente necessidade de instalação de ...

Exportação de gengibre mais que dobra em janeiro de 2024

O valor exportado com o gengibre capixaba no primeiro mês deste ano foi ...

Mecanização é o caminho para a produtividade na silvicultura

A mecanização veio trazer novos ventos de prosperidade para a silvicultura. Nos últimos ...