Saiba como manter uma alimentação mais saudável no inverno

Sopas e caldos com legumes e verduras são opções saudáveis para enfrentar o inverno

O inverno começa neste sábado (20) e, com a nova estação, chega também uma vontade maior de consumir pratos mais encorpados e calóricos, que trazem maior saciedade e aumentam a sensação de calor. A nutricionista Sizele Rodrigues, da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, explica que “sentir mais fome durante o inverno se deve a uma resposta fisiológica do organismo, que tem um gasto maior de energia para manter a temperatura corpórea. Então, para suprir essa demanda, temos como consequência um aumento do apetite.” 

Nesta época, as frutas, verduras e os legumes às vezes acabam sendo deixados de lado, mas segundo a nutricionista Beatriz Cantusio Pazinato, diretora da Divisão de Extensão Rural, da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, eles não podem faltar. “Esses alimentos contribuem de maneira expressiva para complementar as necessidades de vitaminas, minerais, fibras alimentares, além de oferecerem uma ampla variedade de compostos bioativos, ou seja, pigmentos com propriedades funcionais, como os carotenoides, flavonoides e as antocianinas, que desempenham ação antioxidante, protetora da nossa saúde, sendo importantes e necessários para o equilíbrio do corpo humano”, orienta. 

Para manter uma alimentação saudável e equilibrada neste período, listamos algumas dicas importantes: 

  • Prefira sopas de legumes e hortaliças, que, além de aquecerem, fornecem boas quantidades de fibras, vitaminas e minerais: “Tais como as de legumes, preparadas com as hortaliças cortadinhas ou liquidificadas; as tradicionais sopas cremosas como de mandioca, mandioquinha, abóbora, milho, caldo verde (feita com batatas e couve cortada bem fininha); além da clássica sopa de palmito, que pode ser preparada com palmito fresco ou em conserva, ficando muito saborosa se preparada com o palmito pupunha”, indica Beatriz; 
  • Chocolate quente é uma delícia! Sizele explica que o melhor é prepará-lo com leite desnatado, cacau em pó ou chocolate 70% cacau, que além de saboroso é rico em flavonoides, antioxidante natural que auxilia na prevenção de câncer e doenças cardíacas; 
  • Para espantar a vontade de comer doces, prepare frutas quentes como: banana assada com canela ou pera cozida com gengibre, cravo e canela; 
  • Não deixe de consumir vegetais. Abuse de verduras e legumes, refogados, grelhados ou no vapor; 
  • Na hora dos lanches, da tarde ou da noite, nos dias frios, os mingaus são convidativos, podendo ser preparados com leite e engrossados com amido de milho, fubá ou aveia. “Depois de prontos, podem ser adicionadas rodelas de banana e, ainda, salpicar canela em pó”, indica Beatriz. 
  • Atenção com a hidratação! Durante o inverno, é comum sentirmos menos sede e, consequentemente, reduzirmos a ingestão de água. No entanto, a boa hidratação também é fundamental nesse período, para que o organismo possa repor as perdas e evitar doenças típicas da estação, como as gripes, por exemplo; 
  • As frutas podem ser retiradas da geladeira algumas horas antes do consumo e deixadas na mesa já higienizadas e prontas, pois à temperatura ambiente ficam mais convidativas, como por exemplo a laranja ou mexerica já descascadas, em gomos ou fatiadas; o mamão cortado em cubos e os morangos maduros inteiros;
  • As verduras e os legumes podem, da mesma forma, ser servidos em saladas, com molhos atrativos, como o de mostarda com mel, molho branco ou ‘rosé’, ou simplesmente o molho italiano bem caprichado, feito com azeite, ervas frescas, sal e limão ou vinagre; 
  • Para variar as principais refeições, fugindo da monotonia alimentar, são muito práticos os risotos, as tortas, os escondidinhos e as lasanhas, bem como os cozidos ou ensopados com carne (boi, frango ou peixe), que podem ficar mais coloridos, nutritivos e menos calóricos quando preparados com legumes e/ou verduras. 

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo 

Últimas notícias

Capixaba é eleito influenciador do cooperativismo brasileiro

O Prêmio Somoscoop divulgou os finalistas em cerimônia virtual O deputado federal Evair ...

Abacaxis produzidos no Espírito Santo são distribuídos a hospital

Funcionários do viveiro, extensionista do Incaper e representantes da Secretaria de Agricultura de ...

Nova cultivar de feijão carioca de alta produtividade é lançada

Foto: Sebastião Araújo/Embrapa O Brasil é um dos principais produtores e consumidores de ...

Seguro rural de florestas será avaliado em videoconferência do Mapa

Evento virtual Monitor do Seguro Rural será no dia 27 de novembro O ...

Aprovado certificado para exportação para o México de ovos frescos, subprodutos e partes e arroz com casca

O Brasil foi informado pelas autoridades mexicanas da aprovação do Certificado Zoossanitário Internacional ...