Seag e Incaper oferecem capacitação on-line sobre cultivo de goiaba

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) promoveram o curso on-line “Capacitação sobre a cultura da goiaba”. A capacitação aconteceu na última semana, entre os dias 25 e 28 de agosto, e conta com mais de 8 horas de carga-horária. Os interessados em adquirir conhecimentos sobre o cultivo de goiaba podem conferir o curso completo no canal do Incaper no YouTube.

O conteúdo do curso aborda temas como: “Sistema de produção da cultura da goiaba”,”Manejo nutricional e problemas abióticos da cultura da goiaba”, “Principais pragas da cultura da goiaba”, “Táticas de controle de pragas e doenças da cultura da goiaba”; “Principais doenças do cultivo da fruta”, “Nematóides da cultura” e “Comercialização da cultura da goiaba”.

“A capacitação é o elo entre os técnicos e os produtores, por isso, precisamos do envolvimento das prefeituras na construção de uma fruticultura cada vez mais forte no Espírito Santo”, disse o coordenador de projetos da Seag, Ederaldo Panceri Flegler.

Disponibilizar a capacitação aos produtores de goiaba do Espírito Santo é o principal objetivo do curso, como destacou o técnico de desenvolvimento rural e coordenador local do polo de goiaba do Incaper, Marcelino Melo. “A importância do curso é levar conhecimento aos técnicos do Incaper e aos produtores rurais para atender a uma grande necessidade de orientação para o cultivo da goiaba no Estado”, enfatizou.

O polo de goiaba contempla Afonso Cláudio, Laranja da Terra, Itarana, Itaguaçu, São Roque do Canaã e Santa Teresa. Os agricultores desses municípios acompanharam o curso junto a produtores, instituições, empresas do Espírito Santo e de outros estados. A capacitação resultou em 75 técnicos capacitados e mais de 145 inscrições.

O coordenador reforçou também a importância da capacitação em relação ao potencial econômico da cultura da goiaba. “O curso trouxe nivelamento de conhecimento técnico para os produtores que acompanharam. Isso é de grande importância uma vez que a fruticultura é uma forma de diversificação das atividades agrícolas na pequena propriedade rural e tem um grande papel na atividade econômica do Estado”, destacou Marcelino Melo.

Programa Estadual de Fruticultura

Os cursos sobre culturas frutíferas fazem parte do Programa Estadual de Fruticultura, de acordo com um dos organizadores das capacitações on-line, o engenheiro agrônomo, doutor em fitotecnia, pesquisador e coordenador técnico de produção vegetal do Incaper, Luiz Fernando Favarato.

As atividades do programa, que ficaram limitadas devido à pandemia, estão sendo retomadas por meio do ambiente virtual. As capacitações contam com a participação de professores e profissionais do ramo altamente qualificados.

A realização e apoio à capacitação de cultivo de goiaba também são feitos pela Val Frutas; Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp); e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Fonte: Seag/Incaper

Últimas notícias

CNC mantém trabalho para alavancar consumo global de café

O Conselho Nacional do Café (CNC) participa ativamente da Força-Tarefa Público-Privada do Café ...

Live da Favesu apresenta novidades para suinocultura

A organização da 6ª Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba (Favesu) iniciou, na ...

Crédito para custeio beneficia o planejamento no campo

A linha de crédito rural para custeio antecipado é uma importante ferramenta de ...

Preços de café batem recordes no mês de fevereiro no Espírito Santo

Os preços de café no Espírito Santo, em fevereiro deste ano, valorizaram em ...

Morre um dos mais importantes touros da raça Gir Leiteiro

Dragão TE morreu no dia 1º de março e deixa importante legado para ...