Sebrae e MMA firmam parceria para apoiar pequenos negócios na área de serviços ambientais

Iniciativa inclui os empreendedores no âmbito do Programa Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais Floresta +

O Sebrae e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) assinaram um acordo técnico de cooperação que vai permitir que micro e pequenas empresas, bem como microempreendedores individuais (MEI), sejam preparados para atuar na área de serviços ambientais. A parceria faz parte do lançamento do Programa Floresta + Empreendedor, no âmbito do Programa Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais Floresta +, que foi lançado pelo governo federal em meados do ano passado.  

Durante a cerimônia de assinatura do acordo, que ocorreu de forma híbrida, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, destacou a importância da participação do Sebrae na parceria. “A capilaridade e o know-how do Sebrae é uma espécie de garantia. O fato de ter o Sebrae como parceiro traz um grau de credibilidade e tangibilidade muito grande para as ações. O Brasil precisa de empreendedorismo em todas as hipóteses, inclusive no tema ambiental”, analisou.  

Os serviços ambientais são um conjunto de atividades como vigilância, monitoramento e proteção ambiental, como combate a incêndios e restauração de vegetação nativa, que proporcionam benefícios ambientais relevantes, resultando em melhoria para conservação ou proteção de vegetação nativa dos biomas brasileiros. 

Um exemplo dado pelo secretário da Amazônia e Serviços Ambientais, Joaquim Pereira Leite, é a necessidade de mão de obra para reformar os 14 milhões de fogões a lenha que existem no país, principalmente no Cerrado e na Caatinga. Segundo ele, já existe uma nova tecnologia que permite reformar um fogão a lenha com 50% a menos de lenha nativa, gerando crédito de carbono. “A ideia é que um MEI faça essa atividade e seja remunerado por isso. Além da reforma também haverá a redução de emissão de gases de efeito estufa”, explicou.  

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, que participou virtualmente do evento, a iniciativa vai trazer ganhos importantes para todos. “Estamos dando um passo muito sustentável na preservação do meio ambiente com uma parceria em que todos ganham. São ações práticas que preservam o meio ambiente em um jogo de ganha-ganha. Por um lado, ganham as empresas que querem contribuir no aspecto socioambiental e econômico e, por outro, também ganhamos ao apoiar os principais projetos do governo”, ressaltou.  

O diretor-técnico do Sebrae, Bruno Quick, que também participou da cerimônia destacou que a parceria torna mais tangível e comunicável a relevância da atividade econômica dos serviços ambientais. “Um trabalho como esse permite uma mudança na matriz de valor das pessoas porque na prática as pessoas vão enxergar o valor do meio ambiente e vão ser mais conscientes”, declarou.

Fonte: Sebrae

Últimas notícias

Evento discute o futuro da produção de alimentos e do agronegócio no país até 2050

“Agronegócio, pesquisa e inovação no Brasil – caminhos para o futuro da produção ...

Perspectivas do mercado de grãos no Espírito Santo serão debatidas na próxima semana

Iniciando o calendário de capacitações e qualificações para seus parceiros e associados em ...

Sistemas de recirculação de água podem ser usados para produzir peixes em nível comercial

Foto: PqC. Eduardo Medeiros Pesquisas realizadas pelo Instituto de Pesca (IP-APTA), da Secretaria ...

Fungo inédito no inhame e na samambaia é descoberto por pesquisadores

Um novo fungo que acomete o inhame e a samambaia preta foi encontrado, pela primeira ...

Como os insetos dão pistas aos peritos na cena do crime

Embora a visão de larvas em um cadáver não seja agradável, elas podem ...