Turismo certificado: empreendimentos das montanhas aderem ao selo de qualidade

Julio Huber

Mais de 30 estabelecimentos turísticos de nove municípios da região de montanhas do Espírito Santo já aderiram ao selo “Turista Consciente & Ambiente Responsável”, desenvolvido pelo Montanhas Capixabas Convention & Visitors Bureau, entidade sem fins lucrativos e que é a instância de governança da região, responsável pelas ações em prol do turismo local.

Hotéis, pousadas, restaurantes, cafeterias, lojas e sítios de agroturismo são alguns dos locais que passaram a adotar o selo como forma de demonstrar aos clientes que o estabelecimento tem cumprindo todas as medidas necessárias para evitar a propagação do coronavírus, causador da Covid-19.

O selo foi criado com o objetivo de organizar e integrar a retomada do fluxo turístico dos municípios da região de montanhas do Espírito Santo, bem como assegurar que os estabelecimentos estão adotando protocolos sanitários internacionais de combate à pandemia.  

Dezenas de estabelecimentos turísticos já aderiram ao selo criado pelo Convention

O selo pode ser solicitado gratuitamente e o empreendimento não precisa ser associado ao Convention, mas deve estar localizado em um dos seguintes municípios: Afonso Cláudio, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Laranja da Terra, Marechal Floriano, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante.

O tradicional restaurante Casa da Bica, que fica às margens do 69,5 da BR-262, em Marechal Floriano, já exibe o selo logo na entrada do local, ao lado de recipientes com álcool em gel. O gestor da Casa da Bica, Paulo da Silva Gilles, elogiou a criação do selo e das exigências para a obtenção do mesmo.

“O selo tem um papel fundamental, no sentido de gerar a confiança necessária que o setor precisa para a retomada do turismo. Por se tratarem de protocolos simples e eficazes, e com referências internacionais, os turistas se sentirão acolhidos e seguros em nossos empreendimentos, promovendo o destaque da região das montanhas capixabas”, enfatizou.

O restaurante também adotou o selo “Turismo Responsável”, do Ministério do Turismo, e conta com uma consultoria da nutricionista Juliana Prando Reis para promover a segurança alimentar e manter as boas práticas em funcionamento. “O objetivo é dar foco total na segurança de nossos clientes e colaboradores”, completou Gilles.

COMO PARTICIPAR – Para a elaboração das regras, foram analisados protocolos nacionais e internacionais.  A ideia da criação do selo surgiu de uma experiência bem sucedida em Portugal, e foi adaptada à realidade da região de montanhas, inclusive com a inclusão do segmento de agroturismo.

A adesão ao selo será voluntária e gratuita, cabendo ao estabelecimento atender a todos os protocolos previstos no documento. Para a elaboração das regras finais, foi realizado um debate com representantes das secretarias de turismo dos municípios contemplados, do Sebrae, da Secretaria de Estado de Turismo (Setur-ES) e de empresários do setor. Antes da aprovação final das regras, o documento foi disponibilizado, por meio de grupos de WhatsApp e por e-mail, para que toda a sociedade civil organizada tivesse a oportunidade de sugerir e comentar as medidas.

O presidente do Convention das Montanhas, o empresário Valdeir Nunes, que foi um dos primeiros a adotar o selo em seu hotel, o China Park, em Domingos Martins, reforçou a importância da iniciativa. “Uma das principais importâncias é a padronização dos serviços. Existem vários protocolos a serem seguidos para o combate ao coronavírus, e nós fizemos uma junção dessas regras sanitárias e adequamos a cada segmento. Para receber esse selo, os empresários precisarão seguir as determinações estabelecidas”, enfatizou.

Para obtenção do selo de qualidade, os empreendimentos precisam seguir os seguintes passos:

1 – O empresário precisa aderir às regras e assinar o termo de compromisso, disponível no site: www.montanhascapixabas.org.br. Após assinar, o documento precisa ser enviado pelo e-mail: [email protected];

2 – Após receber o termo assinado, a equipe do Convention fará a análise e a emissão do certificado, se o estabelecimento atender a todos os requisitos para a obtenção do selo;

3 – A entrega do certificado ao empreendimento será feita por um representante do Convention ou da Secretaria de Turismo do município;

4 – O empreendimento será fiscalizado pela Instância ou pela Secretaria Municipal de Turismo;

5 – Todas as quintas-feiras, a lista com os nomes dos estabelecimentos que aderiram ao selo será atualizada e disponibilizada no site oficial do Convention: www.montanhascapixabas.org.br.

Últimas notícias

Estudantes realizam ação de reflorestamento em Colatina

A atividade foi coordenada pelo Núcleo de Educação Ambiental e Agroecologia Estudantes e ...

Simpósio Nacional de Girassol em formato digital

A Embrapa Soja promove a 23ª Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e ...

Idaf tem trabalho aprovado em Encontro Capixaba de Pesquisa em Educação Ambiental

O encontro é organizado pela Ufes em parceria com o Iema O Instituto ...

Ifes abre inscrições para mestrado em Agroecologia

São ofertadas 12 vagas e o início das aulas está previsto para março ...

Laboratório de aquicultura marinha fortalecerá pesquisas no país

Visão em 3D do projeto do Lapimar Foram reiniciadas, esta semana, as obras ...