BSCA retoma formação de Q-Graders

Atendendo à intensa demanda de provadores e classificadores do mercado, a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) retoma a realização de seus cursos de formação de Q-Graders, que não eram ministrados desde o fim de 2019 devido à pandemia do novo coronavírus.

“Recebemos muitos contatos solicitando a retomada de nossa capacitação. Adaptamos todos os procedimentos aos protocolos dos órgãos de saúde nacionais e mundiais relacionados à prevenção contra a Covid-19 e conseguiremos ministrar os cursos respeitando a vida e a saúde de todos os envolvidos, desde alunos até os profissionais da BSCA”, revela Vanusia Nogueira, diretora da entidade.

Continua após o anúncio

Já foram fechadas duas e a terceira turma de formação de Q-Graders ainda possui vagas em aberto. Essa última será realizada entre 10 e 15 de maio, na sede da BSCA, em Varginha (MG), das 8h às 18h, com aulas ministradas pelo instrutor Joel Shuler.

Além dessas três turmas, a Associação informa que os interessados em realizar a capacitação podem entrar em contato com a entidade – através do e-mail [email protected] – e fazer sua solicitação para inclusão na lista de espera dos cursos futuros.

Q-GRADERS – Os profissionais que obtêm o certificado de Q-Grader se qualificam como provadores e classificadores de café mundialmente reconhecidos pelo Instituto de Qualidade do Café (Coffee Quality Institute – CQI), entidade internacional, sediada nos EUA, que trabalha para a evolução da qualidade cafeeira global através de treinamentos e exames práticos, os quais permitem o desenvolvimento de competências para a análise sensorial, além da habilidade em avaliar os defeitos da bebida.

Os cursos possuem vagas limitadas e os alunos serão submetidos a treinamentos e exames desenvolvidos com base na metodologia da antiga Specialty Coffee American Association (SCAA), atualmente Specialty Coffee Association (SCA).

As aulas contêm exercícios teóricos e práticos e, ao final, os alunos realizam exames para buscarem a obtenção da “Licença Q-Grader”, que os capacitará para atuarem no comércio de cafés com qualidade certificada, tornando-se aptos a avaliar a diferença de grãos de várias origens, como Etiópia, Quênia, Indonésia, Colômbia, Guatemala, Brasil, entre outros.

O EXAME – A formação de um Q-Grader envolve o conhecimento de todas as etapas da produção de café. O curso é composto por 19 ações sobre assuntos relacionados ao produto, como a classificação, a identificação de torra, as habilidades sensoriais e a triangulação sensorial.

Os itens abordados nos exames são: conhecimentos gerais do café, testes de habilidade sensorial, olfativo, de triangulação, de ácidos orgânicos, de torra e testes de xícaras, além de identificação de amostras de torras e café verde.

Para se inscrever na terceira turma, que possui as últimas vagas em aberto, o interessado deverá acessar o site da BSCA, através do link https://bsca.com.br/qgrader.

SOBRE JOEL SHULER – É especialista em processamento pós-colheita e análise de qualidade do café. Possui mestrado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Lavras (Ufla), com foco em processamento pós-colheita. O status de Q Arabica, Q Robusta e Q Processing permitiu que passasse a contribuir com o trabalho do CQI em processamento, que inclui o gerenciamento do curso de nível 3 de Q Processing inovador.

Como consultor pós-colheita, trabalhou em diversos projetos globais, incluindo o desenvolvimento do programa Q Processing, de padrões de café para as Filipinas, de manual de processamento pós-colheita para Yunnan, na China, o fornecimento de suporte pós-colheita para a indústria nascente de cafés especiais em Mianmar e a realização de trabalhos com vários cafeicultores no Brasil para melhorar a qualidade do café.

Fonte: BSCA

Últimas notícias

Cadeia produtiva do café é homenageada na Assembleia Legislativa do ES

O jornalista, apresentador e diretor da Revista Negócio Rural, Bruno Faustino, foi um ...

Sementes de Palmeira Juçara serão lançadas por pilotos durante Voo Livre em Alfredo Chaves

Mais de 300 mil sementes de Palmeira Juçara foram doadas pelo Instituto Capixaba ...

Mapa registra mais 20 defensivos de controle biológico, incluindo produtos para uso na agricultura orgânica

Em 2022 já foram registrados 36 produtos de baixa toxicidade para o controle ...

Evento em Vitória destaca a importância da agricultura familiar capixaba

A agricultura familiar é uma das responsáveis por contribuir com os alimentos que ...

Avião caracterizado de abelha decola em homenagem aos maiores polinizadores do planeta

Piloto de aviões agrícolas há mais de 40 anos, José Paulo Garcia fez ...